.
em foco...
Oeste Africano, PALOP, Política

Presidente de Cabo Verde promulga Orçamento do Estado para 2017

 
caboverde
 
O Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, anunciou hoje que já promulgou o Orçamento do Estado para 2017.
 
«Analisados o diploma e os pareceres solicitados, nomeadamente os de natureza jurídica, acabo de promulgar a lei que aprova o Orçamento do Estado para 2017, entrando, pois, em vigor no dia 1 de janeiro de 2017», informou Jorge Carlos Fonseca na sua página pessoal no Facebook.
 
O Orçamento de Estado de Cabo Verde foi aprovado em 07 de dezembro pelo parlamento cabo-verdiano, com o voto do partido do Governo, o Movimento para a Democracia (MpD).
 
O maior partido da oposição, o Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV) votou contra e a terceira força política, o partido União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID) absteve-se.
 
O orçamento prevê um crescimento de 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB), um aumento do défice das contas públicas para 3% e aponta como prioridades a segurança pública, a justiça e a promoção do crescimento económico.
 
Com um montante global de 56 mil milhões de escudos (cerca de 508 milhões de euros), o executivo de Ulisses Correia e Silva prevê arrecadar receitas de cerca de 50 mil milhões de escudos (cerca de 454 milhões de euros).
 
Este é o primeiro orçamento anual do Governo suportado pelo MpD, após um primeiro documento que vigorou durante os últimos seis meses.
 
 
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: