.
em foco...
PALOP

Filha de ex presidente de Moçambique morreu como vítima da violência doméstica

valentina

A filha do antigo Presidente da República, Valentina Guebuza, morreu.Valentina Guebuza era filha do antigo Presidente da República, Armando Guebuza, e Maria da Luz Guebuza.

Valentina Guebuza era membro do Comité Central da Frelimo, tendo sido eleita no decurso do  X Congresso do partido no poder, realizado em 2012, em Pemba, Cabo Delgado.

Engenheira civil, a malograda formou-se na África do Sul, onde, no último ano do curso, iniciou um processo de consultoria numa empresa do ramo com sede naquele país.

Valentina Guebuza ocupava  lugares de destaque nos sectores das telecomunicações, da banca e liderava a Focus 21, Gestão e Desenvolvimento Lda, uma holding de investimento familiar com interesses também nas pescas, transportes, minas e imobiliário.

A Focus 21 conta, igualmente, com participações significativas em operações no Terminal do Porto da Beira e na empresa de TV por subscrição StarTimes.
Valentina era presidente do Conselho de Administração da StarTimes Media, uma Joint Venture entre a chinesa StarTimes e a Focus 21 para a área da migração digital no país.

A 26 de Julho de 2014, Valentina Guebuza casou com o Zófimo Muiuane, chefe do departamento de marketing da operadora de telecomunicações Mcel, numa cerimónia religiosa realizada na Igreja Presbiteriana de Chamanculo, em Maputo.

Valentina Guebuza fazia parte da lista das 20 mulheres jovens mais poderosas de África, publicada pela Forbes em 2013. Num ranking liderado por Isabel dos Santos, filha do presidente de Angola, Valentina surgia em 7º lugar.

A empresária deixa uma filha menor.

 mulher

casamento-valentina-guebuza-27

A polícia acaba de reagir, oficialmente, à morte de Valentina Guebuza. Na conferência de imprensa registada esta manhã, em Maputo, as autoridades dizem que o motivo do crime, segundo contou o indiciado, sem entrar em detalhes, seriam divergências conjugais.

Tudo aconteceu por volta das 21 horas de ontem,  durante uma discussão entre o casal na sua residência. A polícia diz ter ouvido tiros e quando chegou a casa encontrou Valentina Guebuza estatelada com quatro perfurações de balas de uma pistola ilegal, adquirida na África do Sul pelo esposo, Zófimo Muiuane.

Além da pistola, a polícia conta que encontrou dois carregadores na residência do casal.

Quanto ao suposto suicídio do esposo da malograda, propalado nas redes sociais, as autoridades dizem que não corresponde à verdade. Neste momento, Zófimo Muiuane está detido numa das selas da PRM.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: