.
em foco...
Angola, PALOP, Política

José Eduardo dos Santos não confirma saída em 2017

Expresso e Rede Angola dizem que o Presidente informou o MPLA que gostava de ver João Lourenço no seu lugar depois das legislativas.

José Eduardo dos Santos, de 74 anos, está há 37 no pdoer em Angola

Foto
José Eduardo dos Santos, de 74 anos, está há 37 no poder em Angola 

O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, no poder há 37 anos, lançou esta sexta-feira a campanha do seu partido para as eleições legislativas de 2017. Disse que ao MPLA só serve uma maioria, mas não confirmou ou desmentiu a sua retirada da vida política antes da votação.

“O nosso objectivo é ganhar as eleições com maioria absoluta ou, no mínimo, uma maioria qualificada”, disse na reunião do Comité Central do Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA), que se realizou em Luanda. “A chave do sucesso será a disciplina e a união de todos em torno de um candidato”, prosseguiu, citado pela AFP, sem contudo dizer se será ele ou outro esse candidato.

Segundo o Expresso e o jornal online Rede Angola, José Eduardo dos Santos informou a cúpula do partido que não se recandidatará e indicou João Lourenço, actual ministro da Defesa, como o seu candidato à liderança do MPLA e, por inerência, à presidência. Em Angola não se realizam eleições presidenciais. O Presidente é o chefe do partido mais votado nas legislativas – que se realizam em Agosto de 2017.

“‘Estou doente, já tenho o meu candidato e agora vocês que apresentem outros candidatos’ — mais palavra, menos palavra, esta foi a mensagem transmitida por Eduardo dos Santos perante alguns membros da direcção do MPLA, encabeçados por Kundi Paihama, que insistia na eternização [de dos Santos] à frente dos destinos de Angola”, escreve o semanário português.

Para vice-presidente de João Lourenço, diz o Rede Angola, foi indicado o nome do actual ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa.

Mas como a notícia, avançada pelos jornais português e angolano, de que Eduardo dos Santos tinha tomado a decisão de se retirar a 8 de Novembro e que iria anunciá-la, ao MPLA e ao país, durante a reunião desta sexta-feira do Comité Central, não se confirmou, ficou também por oficializar este anúncio de sucessão. Até há pouco tempo, uma das teses que circulavam em Angola e em Portugal era a de que Eduardo dos Santos poder indicar um dos seus filhos (José Filomeno dos Santos) como sucessor desejável. Uma das suas filhas, Isabel dos Santos, foi nomeada presidente da petrolífera estatal, a Sonangol.

Eduardo dos Santos, de 74 anos, está no poder desde 1979, quando substituiu Agostinho Neto (o primeiro Presidente de Angola) à frente do país. Em Março, durante um Congresso do MPLA, anunciou que em 2018 abandonará a vida política – um ano em que não há eleições, estas acontecem em Agosto de 2017.

Há algumas semanas que, em Luanda, corriam rumores sobre o agravamento do estado de saúde do Presidente. Num comunicado publicado na quinta-feira, o MPLA acusou a oposição de estar a divulgar “mentiras” sobre o assunto. “O CAMARADA PRESIDENTE JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS [as maiúsculas estão no próprio comunicado] tem dirigido, pessoal e directamente, os trabalhos dos órgãos e organismos de cúpula do MPLA e do Estado”, pode ler-se.

“O objectivo número um dos inimigos da paz é o de semear a confusão no seio do povo angolano e desencorajar os investidores internos e externos, numa altura particular em que o Governo Angolano acaba de negociar, com as autoridades da República Popular da China, financiamentos que vão ajudar a alavancar a economia angolana, designadamente no sector das infra-estruturas do País e se prepara para a realização das Eleições Gerais, que terão lugar em Agosto do próximo ano”, escreveu o MPLA.

https://www.publico.pt/2016/12/02/mundo/noticia/jose-eduardo-dos-santos-nao-confirma-saida-em-2017-1753445

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: