.
em foco...
Angola, Economia

Angola incentiva a juventude a trabalhar com diamantes

 

aptopix_huge_diamond_fran

Angola é um dos cinco maiores produtores de diamante do mundo. A produção tem crescido anualmente. a perspetiva para 2016 passa alcançará a produção de 8,962 milhões de quilates, entre as componentes industrial e artesanal (garimpo individual ou em cooperativas).Em 2015 um novo recorde de produção de diamantes, com 8,837 milhões de quilates, o que rendeu ao país 1,1 bilhões de dólares.

Angola é um país que tem profunda dependência econômica  da exploração do petróleo, mas nos últimos anos tem trabalhado para diversificação de sua economia e o diamante é uma dessa alternativas.

O presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA), Carlos Sumbula, incentivou ontem, na cidade de Saurimo, em Angola, os exploradores artesanais de diamantes a procederem à abertura de empresas de lapidação de diamantes e lojas de jóias no país.

Carlos Sumbula pediu aos jovens maior entrega em atividades fora do setor mineiro, como agricultura, pecuária, turismo e outras, com vista à diversificação da economia e diminuição das importações.
“A ENDIAMA espera que os jovens abram lojas de jóias em todo o país, associando-se aos empresários nacionais ou estrangeiros com experiência, porque o momento atual da economia angolana exige a sua participação em atividades que geram emprego e riqueza”, disse Carlos Sumbula, salientando haver no país muitas áreas econômicas por explorar, precisando-se apenas de criatividade e visão de empreendedorismo.

Carlos Sumbula disse aos jovens empreendedores que lapidar diamantes é um bom segmento para empreender. “Lapidar diamantes e fazer jóias não é um trabalho para o Estado, mas sim para o privado”, alertou.
Ao comparar os custos operacionais no país com os dia Índia, o PCA da ENDIAMA informou que a lapidação feita em Luanda custa 400 mil dólares por mês, enquanto a mesma operação feita naquele país asiático orça em 150 mil dólares.

 

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: