.
em foco...
África Austral, Política

O novo primeiro ministro de Guiné Bissau promove engenharia política

media 

Umaro Sissoco Embaló, Primeiro – ministro da Guiné BissauDR

O Primeiro-ministro da Guiné Bissau, Umaro Sissoco Embaló, prossegue os contactos com as partes signatárias do Acordo de Conacri, tendo em vista a formação de um Governo integrado por todos.

Umaro Sissoco Embaló devia manter um encontro de trabalho com o PAIGC, partido vencedor das últimas eleições legislativas na Guiné Bissau. Mas a RFI sabe que o partido liderado por Domingos Simões Pereira fez saber, por carta endereçada ao Primeiro-ministro, que só terá uma posição definitiva sobre se integra ou não o Governo, depois de reunir o seu comité central no próximo fim-de-semana.

Quem já se decidiu em integrar o Governo é o Partido da Renovação Social (PRS), com quem Umaro Sissoco Embaló se reuniu esta terça-feira. A confirmação foi – nos dada por Vítor Pereira, o porta-voz do PRS:

Entretanto, Umaro Sissoco Embaló promete ter o seu Governo formado nos próximos dias, talvez na próxima semana, e diz contar com todas as sensibilidades do país.

 

http://pt.rfi.fr/guine-bissau/20161122-guine-bissau-primeiro-ministro-multiplica-contactos-com-partidos

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: