.
em foco...
Angola, Economia, Política

Orçamento de Angola para o ano das eleições, em 2017, tem fortes investimentos sociais

k

 

Angola é  ainda uma economia mono produtora e mono exportadora, Archer Mangueira, ministro de Finanças , salientou que o orçamento tinha de ter em conta estes fatores, daí o Orçamento Geral do Estado- OGE prever um crescimento de 2,1 por cento, sendo 1,8 para o setor petrolífero e 2,3 para o não petrolífero.

Todos orçamentos são importantes, mas o de 2017 tem uma importância particular, por coincidir com o ano das eleições, razão pela qual há um conjunto de preocupações advindas da grave crise que o país passa pela queda do preço do petróleo.

A proposta de Orçamento Geral de Estado (OGE) para o próximo ano deu  entrada ontem  na Assembleia Nacional, para apreciação, discussão e aprovação pelos deputados até ao dia 15 de Dezembro. Semk dúvida um dos documentos mais esperados e aguardados. Há que se louvar o procedimento democrático e transparente que o país está tomando.

0000b1

A entrega do documento cumpre deste modo uma obrigação legal, segundo a qual a proposta de orçamento do ano seguinte deve dar entrada até 31 de Outubro do anterior no Parlamento.

A proposta do OGE/2017 comporta receitas e despesas na ordem de 7,3 trilhões de kwanzas(aproximadamente 44 bilhões de ´dólares), superiores aos 6,9 trilhões  do exercício de 2016(aproximadamente  41,6 bilhões de dólares). O  OGE contempla receitas e despesas para o setor social na ordem de dois trilhões de kwanzas(12 bilhões de dólares).

Para este orçamento, a receita fiscal está estimada em quatro trilhões de kwanzas e um nível de receita de financiamento na ordem de três trilhões. A taxa de inflação esperada para o próximo ano é de 15 por cento.

Com esta inflação, a população tem passado por situações de muita pobreza , motivo de preocupações de diferente setores da sociedade angolana. As eleições deverão refletir o grau de descontentamento, principalmente nas grande cidades, como Luanda, mas nada que afete o resultado das eleições com o MPLA ainda no poder.

Os programas sociais deverão contemplara mulheres rurais um dos pilares em que o Governo tem investido.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: