.
em foco...
Angola, Economia

Sonangol acredita na subida do preço de petróleo em três ou quatro anos

naom_53623204e3d8f.jpg
A presidente da Sonangol, Isabel dos Santos, acredita que o preço do barril de petróleo deverá ficar entre os 45 e os 50 dólares em 2017, para dentro de três ou quatro anos aumentar devido à redução da oferta.
“Tem havido menos exploração de petróleo — muitas empresas pararam – o que significa que, a longo prazo, os ‘stocks’ de petróleo vão diminuir, por isso vamos ter menos petróleo e os preços vão subir”, disse Isabel dos Santos em entrevista ao canal CNBC Itália.
PUB
“Para o próximo ano vamos ter um valor entre os 45 e os 50 dólares, mas em três a quatro anos vamos sentir as repercussões do menor investimento”, declarou a presidente do Conselho de Administração da Sonangol, a petrolífera estatal de Angola.
Na entrevista à margem da sua participação no ‘The European House – Ambrosetti Forum’, em Itália, a empresária e filha do chefe de Estado angolano considerou que, “a longo prazo, a previsão para os preços do petróleo é muito positiva”.
Angola é o maior produtor de petróleo em África, com 1,7 milhões de barris por dia, mas enfrenta uma profunda crise financeira e económica devido à quebra na cotação do barril de crude no mercado internacional.
Ainda sobre o mandato na Sonangol, Isabel dos Santos elencou como objetivos melhorar a eficiência da empresa estatal, através de uma redução dos custos de produção para aumentar o retorno para o acionista, o Estado.
“Estamos a reestruturar o nosso negócio e a analisar as melhores formas de diminuir os custos operacionais”, disse, revelando os esforços que estão a ser conduzidos para encontrar formas de reduzir os custos de exploração de petróleo e aumentar as margens de lucro.
Na entrevista ao canal italiano, Isabel dos Santos explicou que a Sonangol negociou contratos com os fornecedores, adiantando que neste momento produzir um “barril de petróleo custa menos de 12 dólares”.
Isabel dos Santos assumiu em junho a presidência do Conselho de Administração da petrolífera estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol).
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: