.
em foco...
Uncategorized

A inútil e incompetente visita do Ministro das Relações Exteriores do Brasil à Cabo Verde

O ministro das Relações Exteriores do Brasil realizou uma visita à Cabo Verde no dia 28 de maio, mas ao que tudo indica não resolveu nada, não decidiu nada, e só conversou com o novo presidente da República recém eleito.

O discurso de posse do Ministro das Relações Exteriores não agradou aos representantes do corpo diplomático do continente africano, ao falar que o Brasil irá deixar de ter uma relação de “compaixão”, e que a enfase seria mudada nas relações com os países africanos. Bobagem afirmar que num mercado tão globalizado e competitivo como está se tornando Africa, alguém está lá preocupado com “compaixão”.

A visita mal organizada  do novo Ministro brasileiro a Cabo Verde foi inútil não ajudou muito, pois passado dois dias depois da visita, o Ministério do Brasil não soltou nenhuma nota, nem mesmo uma fotografia sobre o encontro. Os jornais de Cabo Verde divulgaram uma foto em que aparece  o embaixador do Brasil em Cabo Verde o Ministro José Serra e o Presidente da República. Não deixa de ser curioso que a foto registra a atenção dada mais ao embaixador do que o presidente da Republica de Cabo Verde

000000000000000000000000000

A unica foto divulgada do brevíssimo encontro , que passa a impressão de querer  dissipar a má  impressão deixada para o corpo diplomático africano no dia da posse. O Ministro parece que está mal informado sobre as relações entre o Brasil e a Africa, e desperdiçou um encontro que poderia ser muito mais proveitoso, face  a importância estratégica e militar que Cabo Verde tem para o Brasil.

Nem a data da próxima reunião da CPLP,que o Brasil assumiu a presidência, o ministro brasileiro soube informar, respondeu com uma resposta evasiva que logo será divulgado. O ex presidente de São Tomé e Príncipe externou a opinião, que parece ser dos outros membros da CPLP, de que o Brasil dá pouco valor às reuniões da CPLP.

Se o gesto de visitar Cabo Verde tinha como objetivo mostrar alguma coisa diferente do discurso do Ministro sobre a Africa, acabou reforçando de forma negativa  que o Brasil ainda não está a altura de entender a grande concorrência com países como Índia,  China e Turquia que hoje disputam a atenção e o mercado africano. Não passa um mês sem que as autoridades desses países marquem presença no continente africano, levando propostas e investimentos.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: