.
em foco...
Angola, PALOP, Política

Delegações ministeriais de Angola e Moçambique reúnem-se

0000000000000000000000000000.JPG

 

Delegações ministeriais de Angola e Moçambique iniciam hoje, na capital moçambicana, Maputo, conversações oficiais no quadro da visita de três dias que o ministro das Relações Exteriores, George Chikoti efetua desde ontem a Moçambique, destinada ao reforço das relações bilaterais de cooperação.

 

Em declarações à Angop,  no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o ministro Chikoti explicou que a missão surge para complementar a visita realizada a Angola, em Novembro de 2015, pelo Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.
“Angola perdoou 50 por cento da dívida de Moçambique. Os restantes valores da dívida devem ser convertidos em ativos do Governo angolano no país”, indicou George Chikoti, que não adiantou o valor da dívida, tendo acrescentado que o assunto vai ser  abordado durante a visita que efetua a Moçambique.
De acordo com o programa da visita, o chefe da diplomacia angolana deve ser recebido, em audiência, pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, assim como pelo líder do Parlamento moçambicano.
Georges Chikoti viaja pela primeira vez à Moçambique na qualidade de ministro das Relações Exteriores. A República de Angola e Moçambique mantêm “excelentes relações de cooperação”, quer no quadro bilateral, a nível da SADC, CPLP, PALOP, como no âmbito das organizações internacionais de que fazem parte.

Facilitação de vistos

O acordo de facilitação de vistos nos passaportes ordinários dos cidadãos moçambicanos e angolanos, assinado em Maputo, em Fevereiro de 2016, vai incrementar a cooperação econômica entre os dois países, afirmou ontem, em Luanda, o chefe da diplomacia angolana, Georges Chikoti.
Em declarações à Angop,  no aeroporto, antes da sua deslocação para Maputo, o ministro afirmou que  “com este acordo de facilitação de vistos, assinado entre os dois Estados, agora será mais fácil o processo para os empresários e os angolanos e moçambicanos que queiram viajar para ambos os países”.
“O que de mais importante se notou durante a visita do presidente moçambicano a Angola, em Novembro do ano passado, é a vontade dos dois países acelerarem a sua aproximação, sobretudo econômica”, enfatizou Chikoti.
De acordo com o chefe da diplomacia angolana, a aproximação entre os dois países foi muito discutida entre os dois estadistas, aquando da visita do Presidente Filipe Nyusi a Angola.Referiu ainda que durante a visita do líder moçambicano constatou-se que existe um grande potencial entre os empresários angolanos e moçambicanos,  que querem uma maior aproximação entre os dois Estados.
O ministro adiantou que os dois países vão  trabalhar para desenvolverem a cooperação na área da energia e hidrocarbonetos, visto que Moçambique descobriu recentemente petróleo no seu território e, Angola, diante da sua experiencia, está disponível para colaborar neste domínio. Georges Chikoti lembrou que, em Fevereiro último, o ministro do interior, Ângelo da Veigas Tavares, esteve em Maputo, onde assinou com a parte moçambicana o acordo de facilitação de vistos, já aprovado pelo Conselho de Ministros de Angola, aguardando pelo mesmo procedimento da parte da Assembleia Nacional.
O ministro considerou “excelentes” as relações entre Angola e Moçambique, salientando que a actual missão a Maputo visa incrementá-las. Além do sector da política e diplomacia, Angola e Moçambique cooperam, sobretudo, no ramo da polícia e segurança, transportes, pescas, turismo, energia e águas, agricultura e petróleos.

http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/chikoti_em_maputo

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: