.
em foco...
PALOP, Política

Combatentes pedem investigação aos investidores individuais nas empresas

Dívida pública

A Frelimo já se tinha posi­cionado em relação ao endividamento público, através do Comité Central. Mas a Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional (ACLLN) voltou a fazer eco aos apelos do mais importante órgão do partido entre os congressos.

No encerramento da quarta sessão do seu comité nacional, os combatentes defenderam que o Governo deve assumir apenas as dívidas contraídas para despesa pública, deixando à responsabi­lidade das empresas Ematum, ProIndicus e MAM a parte co­mercial da dívida.

Na moção lida na noite de sá­bado, último dia da reunião, a ACLLN apelou ao Governo a in­vestigar a possibilidade de exis­tência de conflitos de interesse dos investidores individuais nas três empresas cujas dívidas fo­ram garantidas pelo Estado. A recomendação para a investiga­ção de investidores individuais surge numa altura em que ainda não são públicos os nomes de figuras com interesses empresa­riais nas três empresas participa­das pelo Estado.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/40788-combatentes-pedem-investigacao-aos-investidores-individuais-nas-empresas.html

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: