.
em foco...
PALOP, Política

Governadora do Banco Central de São Tomé candidata a secretária-executiva da CPLP

Maria do Carmo Silveira (Foto RTP África)
A governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe, Maria do Carmo Silveira, anunciou, esta quinta-feira, que é a candidata do seu país ao cargo de secretária-executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).«Quando tomei conhecimento de que chegou a vez de São Tomé e Príncipe indicar um secretário-executivo da CPLP apresentei a minha candidatura aos mais altos dignitários da nação, que a aceitaram e patrocinaram», disse Maria do Carmo Silveira, entrevistada pela televisão pública são-tomense (TVS).

Em julho, os chefes de Estado dos nove países membros da CPLP reúnem-se em cimeira em Brasília (Brasil) e, nessa altura, o nome da candidata são-tomense deverá ser aprovado.

«Será um desafio tremendo se for eleita para ocupar um cargo internacional, que espero, naturalmente, vir a exercer com todo o sentido de responsabilidade para dignificar São Tomé e Príncipe», acrescentou.

Maria do Carmo Trovoada Pires de Carvalho Silveira é governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe desde 2011, tendo já sido também primeira-ministra e ministra das Finanças.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: