.
em foco...
África Austral, PALOP, Política

Zimbabwe e África do Sul deportam moçambicanos

000000000000000000000000000
Cresce o número de moçambicanos  que residem ilegalmente em alguns países vizinhos e só na semana passada as autoridades moçambicanas, através do Serviço Nacional de Migração (SENAMI), registraram a deportação de 197 cidadãos moçambicanos que residiam ilegalmente nos vizinhos países de Zimbabwe e África do Sul.Até à passada quarta-feira, o Posto Fronteiriço de Rassano Garcia, que separa os dois países, registou 175 cidadãos moçambicanos deportados, sendo que o maior número é de cidadãos proveniente da África do Sul.

Entre quarta e sexta-feira, os postos fronteiriços de Machipande na província de Manica e Ponta D’Ouro, em Maputo, registaram a entrada de outros 19 moçambicanos deportados dos dois países.

Relativamente a Moçambique, o SENAMI repatriou 44 cidadãos de diversas nacionalidades que residiam ilegalmente no país, destacando-se malawianos.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: