.
em foco...
Angola, Economia, Política

O Bureau Político do MPLA encoraja Executivo angolano encorajado a diversificar a economia

,

 

O Bureau Político do MPLA encoraja o Executivo a implementar, com rigor, as medidas para a diversificação da economia e o aumento significativo da produção nacional, além do estímulo aos sectores que geram mais empregos.

 

Numa declaração sobre o Dia Internacional do Trabalhador, que hoje se assinala, o MPLA defende a diversificação das fontes de receitas, para que Angola possa ver reduzido o peso do petróleo no seu Produto Interno Bruto, ao mesmo tempo que solicita mais recursos para a agricultura familiar, especialmente para a mulher rural, cooperativas e associações de ex-combatentes e deficientes de guerra.
No documento, o MPLA afirma que no prosseguimento da implementação das políticas de combate à fome e à pobreza, continua a estimular o acesso ao crédito para as micro, pequenas e médias empresas.

O MPLA defende igualmente a inclusão social, através do trabalho, como meta que a nação angolana deve alcançar, sendo um fator essencial para o reforço da coesão nacional, a consolidação da paz e para o crescimento harmonioso do país.

 

Depois de reconhecer que o país comemora o Dia Internacional do Trabalhador num momento particularmente difícil, do ponto de vista econômico e social, devido à queda do preço do petróleo no mercado internacional, cujos constrangimentos se refletem na vida dos trabalhadores angolanos, o MPLA encoraja o Executivo a dar respostas claras às necessidades das populações, designadamente, aumentando o investimento público e estimulando o investimento privado.

 

“Neste 1º de Maio, o Bureau Político do MPLA, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do Partido, dirige uma palavra de estima aos trabalhadores angolanos e estrangeiros, que legalmente trabalham em Angola, desejando as maiores venturas”, lê-se no documento, no qual pede continuidade às acções de estímulo ao aumento do número de centros de formação técnica e profissional e a adopção de medidas mais eficazes para garantir o primeiro emprego aos jovens.
Para hoje está marcado o desfile central do 1.º de Maio – Dia Internacional do Trabalhador, a decorrer em Luanda. Sob o lema “Mais Ação Sindical”, o desfile começa na Alameda Manuel Van-Dúnem, por volta das 9h00, e culmina na Praça da Independência.

O responsável da UNTA-CS, Manuel Viage adiantou que durante a marcha os trabalhadores vão defender a necessidade urgente do ajustamento dos salários dos trabalhadores, tendo em conta a perda do poder de compra desde 2014.  “Os trabalhadores angolanos já perderam perto de 75 por cento do poder de compra no que se refere à cesta básica”, disse.

http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/executivo_encorajado_a_diversificar_a_economia

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: