.
em foco...
Angola, Política

Angola pretende maximizar os benefícios tecnológicos, econômico-financeiros e sociais

´.O ministro do Planejamento e Desenvolvimento Territorial, Job Graça explicou que a implantação de infra-estruturas nas regiões mais propensas ao investimento privado reduz os custos do investidor privado e aumentam a sua eficiência, ao mesmo tempo que o próprio investimento público se torna mais produtivo e eficaz na sua função de promoção de crescimento.

Com a realização do seminário em que participou o ministro do Comércio, Fiel Constantino, Job Graça afirmou que o propósito do seminário foi habilitar os técnicos a produzirem relatórios trimestrais sobre a implementação e desenvolvimento do investimento privado, bem como a sua complementaridade e compatibilização com investimento público, que vão passar a ser encaminhados para o Titular do Poder Executivo.
Segundo o ministro, o objectivo é maximizar os benefícios tecnológicos, econômico-financeiros e sociais, num processo cada vez mais eficaz de aceleração da diversificação da economia nacional. “As nossas expectativas são fundadas no fato de que, por um lado, o investimento privado é parte importante do processo de formação bruta de capital e, por outro, os seus volumes e eficiência são importantes fontes e determinantes do crescimento econômico”, notou o ministro.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: