.
em foco...
Economia, PALOP

Filipe Nyusi manifesta interesse de reestruturar dívidas do país

0000000000000000000000000000000 a ponte do rio cuito cuanvae.jpg
O Presidente da República, Filipe Nyusi, está desde ontem (21), a realizar uma visita de trabalho ao Reino da Bélgica e à União Europeia.
O Chefe de Estado reuniu-se com o Primeiro-Ministro Belga e o rei Filipe, o Ministro-Presidente da região de Flandres que se comprometeu a continuar a investir na saúde e na educação com atribuição de bolsas de Estudos para formação de jovens em gestão portuária no Porto de Atuérpia.
O Chefe de Estado também visitou o parlamento Europeu e a União Europeia, tendo-se reunido com os respectivos presidentes com que discutiu a cooperação política e económica.
No final do dia de hoje, Nyusi reuniu-se igualmente com o vice-presidente do Banco Europeu de Investimentos que no final do encontro garantiu a manutenção da confiança no executivo moçambicano, bem como a continuação de investimentos em infraestruturas, com destaque para o projecto de Pipeline. O BEI já investiu mais de 600 milhões de euros em Moçambique.
O Chefe de Estado teve ainda tempo para almoçar com empresários da Bélgica e de Luxemburgo, tendo os convidado a investir em Moçambique com especial enfoque para a agricultura. Mas mesmo na sua agenda carregada, Filipe Nyusi teve tempo para dar uma entrevista ao Clube de Imprensa Europeia.
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
%d blogueiros gostam disto: