.
em foco...
Uncategorized

Clipping Afronews, 27 de junho de 2015

113

A visão da Dilma sobre a importância da Africa para o Brasil

Dilma defendeu a ampliação de cooperação com países emergentes, com o Mercosul como “uma grande conquista”, e disse que o Brasil tem uma “dívida social e cultural” com o continente africano.

“A África será sempre um continente onde teremos que desempenhar um papel ativo, porque temos uma dívida humana, social e cultural em relação a África. Cinquenta e dois por cento da população brasileira se declaram de origem negra. Somos o maior país negro fora da África. As nossas relações com a África são, em última instância, uma reabilitação da nossa história passada, considerando as práticas de escravidão que prevaleceu no nosso país desde o século 16. Este país viveu sob a escravidão até 1888, e deve superar a ferida histórica deixada pela escravidão”, avaliou

http://www.ebc.com.br/noticias/politica/2015/06/dilma-diz-estar-preocupada-com-desemprego-e-reclama-de-preconceito-de

Acordo Brasil-Maláui de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) – Brasília, 25 de junho de 2015

O Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Mauro Vieira assina hoje, dia 25 de junho, no Palácio Itamaraty, com o Embaixador da República do Maláui, Sr. Edward Y. Sawerengera, o Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) entre o Brasil e o Maláui, com a presença do Secretário-Executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho.

Esse Acordo é o quarto assinado com base em novo modelo brasileiro de acordos de investimentos, elaborado pelo Itamaraty, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Ministério da Fazenda e a Secretaria Executiva da CAMEX, em consultas com o setor privado. O modelo do ACFI reflete os anseios da comunidade empresarial de contar com instrumento legal para minimizar riscos e prevenir conflitos sobre investimentos.

http://www.itamaraty.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10333:acordo-brasil-malaui-de-cooperacao-e-facilitacao-de-investimentos-acfi&catid=42:notas&lang=pt-BR&Itemid=280

Chilenos interessados na indústria

Os empresários chilenos propuseram a instalação de fábricas de processamento de peixe e frutas e o aumento das exportações de vinhos para Angola, no I Fórum Económico e Comercial Angola/Chile realizado ontem em Luanda.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/chilenos_interessados_na_industria

Angola

”Angola é motor do progresso na região e no Mundo’

O Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa, considera que, apesar de Angola ter um percurso duro e difícil, existem razões para celebrar com orgulho os resultados alcançados nos 40 anos de independência.

http://jornaldeangola.sapo.ao/entrevista/angola_e_motor_do_progresso_na_regiao__e_no_mundo

Moçambique

Moçambique regista abusos por parte das forças de segurança — Estados Unidos

Abusos por parte das forças de segurança e a falha do governo em proteger direitos políticos, são algumas das violações de direitos registadas em Moçambique vincadas num relatório do Departamento de Estado norte-americano.

Ocorrência de homicídios, violência doméstica e abusos pelo Executivo e segurança de partidos da oposição, são outras da

Guiné Bissau

Jornadas de Industrialização em Bissau debatem valorização dos produtos guineenses

Bissau vai acolher a partir de sábado as terceiras Jornadas de Industrialização do país para «promover o debate sobre a valorização dos produtos nacionais», anunciou o Ministério da Energia e Indústria, que organiza o evento.

“Pretende-se promover debates e reflexões sobre o que é necessário fazer para a valorização dos produtos nacionais através da transformação industrial com enfoque nos resultados da mesa redonda [de doadores] realizada durante março”, anunciou a organização, em comunicado.

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=233295

AICEP abre delegação em Bissau com presença do primeiro-ministro de Portugal

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) vai abrir uma delegação na Guiné-Bissau e acolher a 06 de julho um seminário económico com os primeiros-ministros dos dois países, disse à Lusa fonte da instituição.

http://www.sapo.pt/noticias/aicep-abre-delegacao-em-bissau-com-presenca_558d1f12ed80a7bd5c3d07bf

Presidente senegalês poderá mediar crise guineense

O primeiro-ministro e o presidente da Assembleia nacional popular da Guiné-Bissau encontram-se no vizinho Senegal. O presidente Macky Sall avistou-se, separadamente, com ambos os dirigentes. Em pano de fundo estão as saídas de dirigentes do PAIGC, partido no poder, e de ministros do actual governo. O chefe de Estado senegalês poderá desempenhar um papel de mediador.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150626-presidente-senegales-podera-mediar-crise-guineense

Impunidade de violadores de direitos humanos é problema grave na Guiné-Bissau

Diz o relatório sobre os direitos humanos no mundo de 2014 do Departamento de Estado americano.

O relatório sobre os direitos humanos no mundo em 2014, do Departamento de Estado americano,  reconhece o regresso à estabilidade constitucional na Guiné-Bissau, onde, em 2014, realizaram-se eleições livres, democráticas e limpas, segundo os observadores internacionais. Entretanto, o documento cita várias violações dos direitos humanos, registadas, na sua maioria, antes das eleições de Abril, mas aponta a ausência de punição dos violadores dos direitos humanos por parte das nova autoridades de Bissau.

http://www.voaportugues.com/content/impunidade-de-violadores-de-direitos-humanos-e-problema-grave-na-guine-bissau/2838326.html

“Moção de confiança derrota os que querem instabilidade na Guiné-Bissau”, diz João de Barros

O parlamento da Guiné-Bissau aprovou nesta quinta-feira, 25, por unanimidade uma moção de confiança apresentada em regime de urgência pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira. A decisão do Governo surge depois de uma semana política agitada em que vieram ao de cima, na imprensa e nos corredores do poder, tensões entre o Presidente da República e o primeiro-ministro. Para observadores em Bissau, a aprovação de moção de confiança é uma resposta a qualquer tipo de desestabilização do sistema político.

http://www.voaportugues.com/content/mocao-de-confianca-derrota-os-que-querem-instabilidade-na-guine-bissau-diz-joao-de-barros/2838727.html

Cabo Verde

Energias renováveis no centro de visitas a Cabo Verde

O representante especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Energia Sustentável para Todos, Kandeh Yumkella e o representante especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para Africa Ocidental, Mohamed Chambas visitam Cabo Verde até este sábado.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150626-energias-renovaveis-no-centro-de-visitas-cabo-verde

África do Sul

África do Sul: Comissão de inquérito responsabiliza polícia pelo massacre de Marikana.

A comissão encarregada do inquérito ao massacre da mina de Marikana acusou formalmente a polícia sul-africana e recomenda um inquérito exaustivo para apurar a responsabilidade criminal dos agentes envolvidos no massacre.

Em agosto de 2012, durante uma manifestação de mineiros, a polícia matou pelo menos 34, feriu mais de 70 e deteve cerca de 250.

http://pt.euronews.com/2015/06/25/africa-do-sul-comissao-de-inquerito-responsabiliza-policia-pelo-massacre-de/

Moçambicanos na África do Sul celebram independência

Membros da comunidade moçambicana na África do Sul comemoram os 40 anos da independência com olhos postos em casa, depois de duas ondas de violência contra imigrantes africanos no país.

Os emigrantes dizem que a África do Sul deixou de ser acolhedora e que com a paz prevalecente em casa já podem regressar para ajudarem no desenvolvimento do país

http://www.voaportugues.com/content/mocambicanos-na-africa-do-sul-celebram-independencia/2837111.html

África do Sul diz que vai reexaminar adesão ao Tribunal Penal Internacional

Corte ordenou que país prendesse presidente do Sudão, Omar al-Bashir.

Governo se recusou a prendê-lo; ele é procurado por genocídio.

O governo da África do Sul vai reavaliar sua adesão ao Tribunal Penal Internacional (TPI), depois de uma divergência com a corte pelo fato de não ter prendido o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, disse um ministro sul-africano nesta quinta-feira (25).

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/africa-do-sul-diz-que-vai-reexaminar-adesao-ao-tribunal-penal-internacional.html

Gás natural poderá abastecer o Japão

Estão, neste momento, a decorrer conversações entre o grupo norte-americano Anadarko Petroleum e o recém-formado consórcio japonês Jera, com o intuito de se assinar um contrato de fornecimento a longo prazo de gás natural extraído em Moçambique, noticiou a `Reuters´.

http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=556895

Burundi

Embaixada dos Estados Unidos expulsa estudantes em Bujumbura

Cerca de 300 alunos da Universidade de Bujumbura que tinham forçado a entrada na embaixada dos Estados Unidos na capital do Burundi foram expulsos das instalações. Norte-americanos alegam não ter capacidade para alojar tanta gente

http://expresso.sapo.pt/internacional/2015-06-25-Embaixada-dos-Estados-Unidos-expulsa-estudantes-em-Bujumbura

Mediadores internacionais no Burundi propõe adiar eleições para 31 de julho

Os Mediadores internacionais que pretendem fazer o Burundi sair da crise política em que se encontra desde o fim de abril propuseram atrasar a celebração das eleições pendentes – legislativas, locais e presidenciais – para 31 de julho, segundo fontes coincidentes. http://noticias.terra.com.br/mundo/africa/mediadores-internacionais-no-burundi-propoe-adiar-eleicoes-para-31-de-julho,83f0085ce5966426c2c127ad17777f5dbz79RCRD.html

Segundo vice-presidente do Burundi foge do país em meio a tensões políticas

Bujumbura, Burundi – O segundo vice-presidente do Burundi, Gervais Rufyikiri, disse nesta quinta-feira que fugiu do país na semana passada por temer pela sua vida, depois de ter se oposto ao lance polêmico sobre o terceiro mandato do atual presidente, que desencadeou protestos violentos na capital, Bujumbura, nos últimos meses.

http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2015/06/segundo-vice-presidente-do-burundi-foge-do-pais-em-meio-a-tensoes-politicas.html

Ruanda

Kagame condena arrogância do Ocidente

O Presidente ruandês, Paul Kagame, condenou, quinta-feira, em Kigali, a arrogância dos países ocidentais depois da prisão, em Londres, do seu chefe dos serviços de inteligência, Karenzi Karake, procurado pela Justiça da Espanha pela morte de vários espanhóis no país africano

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/kagame_condena_arrogancia_do_ocidente

Zimbabwe

Mugabe recorda plataforma para independência da África Austral

O Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, afirmou hoje que a independência de Moçambique, em 25 de junho de 1975, criou uma plataforma para a libertação de outros países da África Austral, deixando um “legado revolucionário” para a região.

http://www.sapo.pt/noticias/mugabe-recorda-plataforma-para-independencia-_558beedf402e62cf5cc82c1b

Nigéria

Duas pessoas condenadas à morte por blasfémia no norte da Nigéria

Duas pessoas, acusadas de blasfémia contra profeta Maomé, foram condenadas à morte quinta-feira última por um tribunal islâmico no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, soube-se de fonte fidedigna no local.

http://www.verdade.co.mz/africa/53754-duas-pessoas-condenadas-a-morte-por-blasfemia-no-norte-da-nigeria

Costa do Marfim

Chuva de 517,1 mm em 24 horas provoca destruição em Abidjã, Lagunes, Costa do Marfim

Nuvens carregadas favorecidas pela forte atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) provocaram grandes volumes de chuva nas últimas 24 horas no oeste da África. Vários países, que já vinham acumulando prejuízos com as chuvas dos últimos dias, tiveram entre quarta (24) e w esta quinta-feira (25), danos ainda maiores.

http://deolhonotempo.com.br/index.php/internacional/1541-chuva-de-517-1-mm-em-24-horas-provoca-destruicao-em-abidja-lagunes-costa-do-marfim

Alternativa tem sido a importação de castanha de caju da África

Fruto nativo do Nordeste brasileiro, o caju é produzido também em regiões tropicais da África e do sudeste asiático, em países como Vietnã e Costa do Marfim, por exemplo, cuja produção supera a brasileira. Para manter a produção de suas fábricas de beneficiamento de castanha de caju, Francisco Assis Neto diz que passou a importar 50% do fruto da África para, após beneficiar, exportar 60% ara o mercado externo.

“Nós estamos trazendo três navios da Costa do Marfim e há outra empresa que está trazendo dois navios com castanha. A safra 2014-2015 foi muito pequena e tivemos que importar para não parar a fabrica”, ele diz.

http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2015/06/26/noticiasjornaleconomia,3460272/alternativa-tem-sido-a-importacaoda-africa.shtml

Africa

 

 

Incubadoras feitas a partir de aquários salvam vidas de prematuros na África

Aparelho foi desenvolvido por um grupo de estudantes da Rice University, em Houston, nos Estados Unidos

Todo ano, milhares de bebês ao redor do mundo morrem por conta de complicações da prematuridade, especialmente nos países mais pobres, onde os custos e problemas de infraestrutura são obstáculos para a aquisição de tecnologia de ponta.

No entanto, alguns dos bebês do Malauí, na África, estão conseguindo melhores chances, graças a uma incubadora feita a partir de peças de bomba de aquário. O equipamento ajuda os prematuros a respirarem melhor e, consequentemente, a sobreviver.

http://revistacrescer.globo.com/Voce-precisa-saber/noticia/2015/06/incubadoras-feitas-partir-de-aquarios-salvam-vidas-de-prematuros-na-africa.html

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: