.
em foco...
Uncategorized

Clipping Afronews 26 de junho de 2015

40independencia-26-6-2015

Moçambique

40 ANOS DA INDEPENDÊNCIA: HERÓIS VIVOS FALAM DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL – Quem quer contrariar pensamento de Mondlane?

Recentemente, a nossa Reportagem procurou falar com gente que, tendo estado na frente da batalha pela libertação do país, nunca tinha partilhado nada, publicamente, sobre a sua participação na epopeia que trouxe uma das maiores conquistas há 40 anos: a independência nacional.

O planalto dos makondes, de que fazem parte os distritos de Muidumbe, Mueda e Nangade, é onde, com o tempo, qualquer interessado pode “beber” as diferentes estórias da nossa História, a custo zero, e a predisposição dos principais actores é tal que até se ofereceram para hospedar o repórter para contar as entranhas da luta que trouxe a independência.

Os episódios da nossa história foram recolhidos nas antigas zonas libertadas, onde o Exército colonial não ousava chegar, desde meados de 1965, quando a guerra popular já era uma realidade, criando assim regiões inexpugnáveis à tropa portuguesa.

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/primeiro-plano/38685-40-anos-da-independencia-herois-vivos-falam-da-independencia-nacional-quem-quer-contrariar-pensamento-de-mondlane

40 anos da independência nacional: O balanço é positivo

“Na educação eliminámos o modelo discriminatório e opressor de ensino, que dividia o ensino em oficial e rudimentar. A massificação permitiu estender a rede escolar em todos os subsistemas de ensino e estas medidas traduziram-se em mais crianças que passaram a ter acesso à educação. A taxa de analfabetismo passou de 93 por cento em 1975 para cerca de 48 por cento em 2015”, exemplificou.

Mostrou ainda que em 1975 havia 5260 escolas primárias, havendo agora 17.150; 12 escolas secundárias contra as actuais 920; 26 escolas técnicas e profissionais, contra as actuais 111, e apenas uma universidade, contra 48 instituições actualmente.

http://www.guiademidia.com.br/acessar-o-jornal-internacional.htm?http://www.jornalnoticias.co.mz

Nyusi aponta pobreza como único inimigo actual

O Presidente da República, Filipe Nyusi, definiu a pobreza como o principal inimigo do povo moçambicano e manifestou o compromisso do seu governo no seu combate sem tréguas.

Filipe Nyusi, que falava durante o banquete de Estado oferecido a alguns convidados nacionais e estrangeiros, que fechou a parte oficial das celebrações do dia da independência, convidou toda a sociedade a juntar-se ao governo nesta nova guerra.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36661-nyusi-aponta-pobreza-como-unico-inimigo-actual.html

Marcelino dos Santos e Feliciano Gundana entram na galeria de heróis moçambicanos

Na primeira cerimônia de condecoração de personalidades e instituições que dirigiu, Filipe Nyusi não perdeu a oportunidade de acrescentar mais dois heróis à galeria nacional. Trata-se de Marcelino dos Santos e Feliciano Gundana, dois veteranos da luta de libertação nacional que ganharam o título de Heróis da República de Moçambique ainda em vida.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36653-marcelino-dos-santos-e-feliciano-gundana-entram-na-galeria-de-herois-mocambicanos.html

Moçambique revive independência nacional 40 anos depois da conquista

Moçambique parou, literalmente, esta quinta-feira, para assinalar a passagem da quarta década após a conquista da independência nacional.

Um dos momentos que marcaram as celebrações a efeméride foi a entrada da tocha transportando a chama da unidade nacional no Estádio da Machava, marcando o fim de um périplo pelo país que durou pouco mais de dois meses.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36641-mocambique-revive-independencia-nacional-40-anos-depois-da-conquista.html

“Não existe futuro numa nação sobre a qual pesam ameaças de guerra”

Perante a moldura humana que encheu e coloriu o Estádio da Machava hoje, quinta-feira, para assistir às comemorações dos 40 anos da Independência Nacional, o Presidente da República, Filipe Nyusi, referiu que não existe futuro numa nação sobre a qual pesa a ameaça de guerra, frisando, por isso, a necessidade da manutenção da paz.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36640-nao-existe-futuro-numa-nacao-sobre-a-qual-pesam-ameacas-de-guerra.html

Diplomatas dizem que Moçambique ainda tem muitos desafios

Diplomatas acreditados em Moçambique destacaram hoje, quinta-feira, a unidade nacional, econômica, política e social como os grandes desafios que o país tem, após a consolidação dos 40 anos de Independência Nacional. Para os diplomatas, todos os moçambicanos devem beneficiar dos frutos da Independência Nacional e aproveitar o desenvolvimento do país.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36639-diplomatas-dizem-que-mocambique-ainda-tem-muitos-desafios.html

40 ANOS DE INDEPENDÊNCIA: SEGUNDO A FRELIMO – Movimento da chama expressou vontade de combate à pobreza

A Comissão Política do Partido Frelimo congratula-se e considera que o sentimento patriótico e o movimento festivo que caracterizaram o percurso da chama da unidade em todas as províncias expressa a vontade e a firmeza inequívocas do povo moçambicano de continuar a consolidar e a preservar a unidade nacional e a paz, factores fundamentais para o combate à pobreza rumo ao progresso e bem-estar dos moçambicanos.

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/politica/38720-40-anos-de-independencia-segundo-a-frelimo-movimento-da-chama-expressou-vontade-de-combate-a-pobreza

 

Este não é (ainda) o país prometido há 40 anos

Opinião – Editorial

Está-se na ressaca da celebração do 40º aniversário da independência nacional. A festa foi boa para alguns e má para os outros, por várias razões, pessoais ou imputadas a todo um sistema de governação que ainda está longe de nos prover o bem-estar prometido há 40 anos.

http://www.verdade.co.mz/

“Não foi só o homem que libertou Moçambique”, diz Geraldina Mwitu

Geraldina Mwitu combateu ao lado de homens durante a luta armada no seu país. Recebeu, tal como eles, treino político e militar e viveu nas bases da FRELIMO, a Frente de Libertação de Moçambique.

http://www.dw.com/pt/n%C3%A3o-foi-s%C3%B3-o-homem-que-libertou-mo%C3%A7ambique-diz-geraldina-mwitu/a-17549887

Ratazanas gigantes farejadoras de minas terrestres estão salvando vidas em países da África

Os ratos são normalmente classificados como pestes, mas também podem ser heróis – ao menos neste caso.

A APOPO, uma ONG belga, treina ratazanas gigantes, habilitando-as a farejar minas terrestres e infecções de tuberculose. Desde 2006, estes “ratos heróis” trabalham em campos minados de Moçambique, impedindo que mais de 13.000 minas soterradas explodissem, recuperando mais de 11 milhões de metros quadrados de terra. Eles também analisaram, com precisão de um quarto de milhão, amostras de sangue com infecções de tuberculose.

http://www.jornalciencia.com/meio-ambiente/animais/4959-ratazanas-gigantes-farejadoras-de-minas-terrestres-estao-salvando-vidas-em-paises-da-africa

Guiné Bissau

Produção industrial registra crescimento na Guiné-Bissau

A produção industrial da Guiné-Bissau registou um crescimento homólogo de 74 por cento no decurso do primeiro trimestre de 2015, tendo a actividade comercial obtido um aumento de 12,6 por cento, de acordo com dados oficiais divulgados quarta-feira em Bissau.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/producao_industrial_regista_crescimento_na_guine-bissau

 

Produção industrial da Guiné-Bissau cresce 74% no 1º trimestre

A produção industrial da Guiné-Bissau registou um crescimento homólogo de 74% no decurso do primeiro trimestre de 2015, tendo a atividade comercial registado um aumento de 12,6%, de acordo com dados oficiais divulgados quarta-feira em Bissau.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/25/producao-industrial-da-guine-bissau-cresce-74-no-1%C2%BA-trimestre/

Remodelação governamental à vista na Guiné-Bissau

Primeiro’ministro Domingos Simões Pereira desvaloriza qualquer divergência com o Presidente José Mário Vaz

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau admite a possibilidade para breve de uma remodelação governamental, depois da demissão do ministro da presidência do Conselho de Ministros e da acusação de venda ilegal de passaportes que pesa sobre o secretário de Estado das Comunidades.

http://www.voaportugues.com/content/pm-da-guine-bissau-prepara-remodelacao-governamental/2836788.html

Parlamento aprova moção de confiança do Governo guineense

A proposta de debate foi apresentada pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira.

O Parlamento da Guiné-Bissau aprovou nesta quinta-feira, 25, a moção de confiança apresentada pelo Governo de Domingos Simões Pereira. O pedido de urgência surgiu numa altura em as relações entre  Simões Pereira e o Presidente da República, José Mário Vaz, estão tensas devido a divergências não especificadas por nenhuma das partes, mas que duram há vários meses e que se refletem em declarações políticas divergentes.

http://www.voaportugues.com/content/parlamento-aprova-mocao-de-confianca-do-governo-guineense/2837927.html

CPLP

Secretário da CPLP citado em investigação brasileira sobre desvios na Petrobras

O secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Isaac Murargy, antigo embaixador de Moçambique no Brasil e outros países da América Latina, é citado numa investigação sobre desvios na Petrobras, segundo a revista Veja.

Chamadas telefónicas intercetadas pela Polícia Federal brasileira e atribuídas e executivos da construtora OAS trataram de alegados acordos para negócios em países latino-americanos e africanos.

http://observador.pt/2015/06/25/secretario-da-cplp-citado-em-investigacao-brasileira-sobre-desvios-na-petrobras/

Portugal quer reforço das relações económicas entre os países da CPLP

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, disse esta quarta-feira, em Lisboa, que Portugal defende um aprofundamento do sector económico nas relações dos países-membros da CPLP, mas sem esquecer a importância identitária da língua portuguesa.

http://www.publico.pt/economia/noticia/portugal-quer-reforco-das-relacoes-economicas-entre-os-paises-da-cplp-1700007

Líder do PS de Portugal defende livre circulação no espaço da CPLP

António Costa propõe um programa análogo ao “Erasmus” da União Europeia, para estudantes dos países da CPLP.

O secretário-geral do PS e candidato a primeiro-ministro de Portugal defendeu nesta quarta-feira, 24, a livre circulação no espaço lusófono, num discurso em que considerou a luta contra a ditadura no se país irmã da libertação e independência dos países africanos.

“A libertação dos povos africanos e o fim do colonialismo são irmãos da libertação do povo português no 25 de Abril de 1974. Isso marca uma fraternidade muito grande, porque a luta contra a ditadura foi desenvolvida em paralelo com a luta contra o colonialismo”, disse António Costa num almoço com embaixadores dos países de expressão portuguesa na sede nacional do PS, em Lisboa, para marcar os 40 anos do início do processo de independência das antigas colónias.

http://www.voaportugues.com/content/lider-do-ps-de-portugal-defende-livre-circulacao-no-espaco-cplp/2835628.html

Fórum de exportadores da CPLP quer criar novas oportunidades de negócio

O Primeiro Fórum União de Exportadores — CPLP (UE-CPLP) vai demonstrar ‘a força incontornável desta comunidade e os objetivos que pretende materializar, através da criação de novas oportunidades de negócio no espaço da CPLP’, disse à Lusa fonte da organização.

O evento, organizado em conjunto com a Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) e a WLPartners, decorre no Centro de Congressos de Lisboa nos próximos dias 26 e 27 e contará com a presença das principais entidades oficiais públicas e privadas que trabalham nos setores de exportação e internacionalização no espaço lusófono, acrescentou a fonte.

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=233210

Angola

EUA mostram cartão vermelho ao regime angolano

Washington – O Departamento de Estado americano divulgou nesta quinta-feira, 25, o Relatório sobre os Direitos Humanos no Mundo referente a 2014, que regista abusos cruéis, excessivos e degradantes, como tortura e espancamentos, em Angola

Assassinatos de opositores por parte da polícia e de outros agentes de segurança, restrições à liberdade da culto, de associação, de expressão e de imprensa e impunidade à corrupção pintam a situação dos direitos humanos em Angola.

Anda de acordo com o Departamento de Estado americano, em 2014, registaram-se vários outros atropelos aos direitos humanos, como a privação arbitrária ou ilegal da vida, más condições nas cadeias e potencialmente fatais, prisões e detenções arbitrárias, prisões preventivas prolongadas e impunidade dos violadores do direitos humanos

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21444:eua-mostram-cartao-vermelho-a-angola-em-materia-de-direitos-humanos&catid=23:politica&lang=pt&Itemid=1123

As nossas independências

Moçambique, país irmão, comemora hoje, 25 de Junho, 40 anos de independência. A independência de qualquer país é um acontecimento ímpar na história do seu povo. As independências conquistadas pelos povos angolano e moçambicano foram resultado de uma luta árdua, durante a qual os patriotas angolanos e moçambicanos tiveram de consentir enormes sacrifícios para conseguirem a libertação da opressão e exploração.

http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/editorial/as_nossas_independencias

O paradigma injusto do TPI

Belarmino Van-Dúnem |

A criação do Tribunal Penal Internacional (TPI) teve sempre grandes controvérsias tendo em conta a supranacionalidade que se pretendia, e que veio a acontecer. No fim o texto acabou por ter o mesmo conteúdo, tanto que os norte-americanos claudicaram e ficaram fora do Tratado de Roma.

Governo actualiza projecções

A Comissão Económica e a Comissão para a Economia Real do Conselho de Ministros realizaram ontem a sua sétima sessão ordinária conjunta, que teve como destaque a revisão da Programação Macroeconómica Executiva do ano de 2015.

http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/governo_actualiza_projeccoes_1

Angolanização com progresso

Os angolanos constituem 88 porcento dos trabalhadores da subsidiária  angolana da multinacional norte-americana Chevron e também ocupam metade dos cargos de direcção, anunciou terça-feira, em Cabinda, a directora de relações públicas e institucionais da companhia.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/angolanizacao_com_progresso

Colaboradores temem aconselhar JES

Lisboa – As razões segundo as quais alguns quadros da alta hierarquia do regime angolano tem se abstido de partilhar sugestões ou dar conselhos ao Presidente José Eduardo dos Santos a cerca de situações menos boas que ocorrem no país, são apresentadas como consequência de um generalizado sentimento que os mesmos colaboradores estariam receando uma possível exclusão.

Nos meios onde é propaga esta teoria, são apresentados exemplos como o da falecida Maria Mambo Café, e posteriormente o caso de Aguinaldo Jaime, que a mais de dois anos deixou de ser recebido no palácio presidencial. Na ultima vez que ambos estiveram juntos terão tido uma conversa de quase duas horas, na qual Aguinaldo Jaime teria feito reparos e dado conselhos ao Presidente. Desde então, este antigo governador do BNA, viu os seus posteriores pedidos de audiência presidencial a serem ignorados.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21445:assessores-temem-aconselhar-jes&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Diplomata angolano na ONU pede demissão

Lisboa – O ministro conselheiro da representação diplomática de Angola junto das Nações Unidas, em Nova Iorque, António Coelho Ramos da Cruz, apresentou há dois meses   demissão do cargo por alegadas razões de dignidade a sua honra.

O pedido de demissão do diplomata angolano é associado a uma sequência de episódios que resultaram na usurpação de competências e desconsiderações que se verificavam naquela missão diplomática.

De acordo com apurações, sempre que o embaixador angolano na ONU, Ismael Gaspar Martins  se ausentasse do posto de trabalho era a sua esposa, Luzia Jesus Gaspar Martins, que se assumia como chefe  interina  daquela  missão diplomática.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21345:diplomata-angolano-na-onu-pede-demissao&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Prostitutas brasileiras divulgam lista de clientes angolanos

A atitude das brasileiras foi em retaliação a uma exposição que um cidadão angolano fez contra elas pela mesma via. O referido cidadão telefonou a titulo de gozo para elas simulando ser um candidato aos serviços oferecido pelas profissionais solicitando toda informação possível com realce aos preços praticados.

De seguida, o cidadão anónimo espalhou, nas redes sócias o áudio do conteúdo da conversa com as profissionais do sexo, anexando imagens de presumíveis fotografias das mesmas retiradas no instagram.

“Querem brincar. bricamos todos”, escreveu, no instagram, a brasileira Maria Ribeiro que ajudou na propagação da lista telefonica, em causa.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21395:prostitutas-brasileiras-divulgam-lista-de-clientes-angolano&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Mais de 80 municípios de Angola com energia eléctrica até 2017

O Programa Nacional de Electrificação Rural vai garantir até 2017 o acesso à energia eléctrica a 86 sedes municipais e 124 sedes comunais de Angola, anunciou quinta-feira em Lisboa o presidente do Instituto Regulador do Sector Eléctrico (IRSE).

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/26/mais-de-80-municipios-de-angola-com-energia-electrica-ate-2017/

Cabo Verde

Cabo Verde: Governo vai reabrir missão diplomática junto da CEDEAO

Praia – O Governo cabo-verdiano decidiu reabrir no limiar de 2016 a sua missão diplomática junto da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), anunciou o Ministro das Relações Exteriores, Jorge Tolentino.

http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=45856

Madagascar

Realçado o desenvolvimento de África

África foi elogiada em Antananarivo, capital do Madagáscar, pela administradora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), por registar “um impulso para a integração regional e sub-regional que se alastra para mercados internos e cria oportunidades de crescimento e emprego”.

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa/realcado_o_desenvolvimento_de_africa

 

Massacre Marikana na África do Sul: a comissão de inquérito cobra polícia

Uma investigação criminal será constituída para apurar a responsabilidade da polícia sul-Africano no massacre durante a greve dos mineiros de Marikana. Presidente Jacob Zuma apresentou na quinta-feira, os principais eixos do relatório de investigação.

Quase três anos depois do massacre em Marikana na África do Sul, a Comissão de Inquérito apoiar o Serviço de Polícia Sul-Africano, em um relatório. Além disso, o presidente Jacob Zuma apresentou na quinta-feira, o esboço do relatório de pesquisa encomendado na sequência do massacre. Até o momento, nenhum policial foi julgado ou punido.

http://www.afrik.com/tuerie-de-marikana-en-afrique-du-sud-la-commission-d-enquete-charge-la-police

Burundi

Burundi “não está preparado” para eleições democráticas

Em entrevista à DW África, o segundo vice-presidente do Burundi, em fuga, diz que não estão reunidas as condições para uma votação realmente democrática. A oposição anunciou que vai boicotar as eleições de segunda-feira.

http://www.dw.com/pt/burundi-n%C3%A3o-est%C3%A1-preparado-para-elei%C3%A7%C3%B5es-democr%C3%A1ticas/a-18542601?maca=bra-DW_para_A_Verdade-12133-html-cb

Ruanda

O desafio inglês ao Governo do Ruanda

Mais uma vez a União Europeia tanto porfiou que conseguiu desferir mais uma forte machadada no orgulho dos africanos ao conseguir deter no aeroporto de Londres o chefe dos serviços de segurança do Ruanda, general Karenzi Karake.

http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/mundo_africano/o_desafio_ingles_ao_governo_do_ruanda

Republica Centro Africana

Capacetes Azuis violam crianças em Bangui

A Missão da ONU na República Centro Africana (MINUSCA) foi informada de novas acusações de abusos sexuais cometidos pelos capacetes azuis “contra crianças de rua em Bangui”, anunciou ontem o porta-voz das Nações Unidas

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa/capacetes_azuis_violam_criancas_em_bangui

RCA já pode vender diamantes

A República Centro-Africana já pode voltar ao mercado de exportação de diamantes por cumprir os requisitos exigidos, revelou ontem, em Luanda, o secretário executivo da Associação dos Países Africanos Produtores de Diamantes (ADPA), Edgar Diogo de Carvalho.  desenvolvimento.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/rca_ja_pode_vender_diamantes

Gabão

Gabão: Oposição relança polémica sobre filiação de Ali Bongo Ondimba

Libreville – A oposição gabonesa relançou a polémica sobre a afiliação do Presidente Ali Bongo Ondimba, acusado pelos seus detractores de ter mentido sobre as suas origens, que põem em dúvida sobre a validade de um documento de nascimento exarado em França, noticia nesta quinta-feira a AFP.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Gabao-Oposicao-relanca-polemica-sobre-filiacao-Ali-Bongo-Ondimba,eb2a98a2-196b-401c-b642-0bbd211ba18e.html

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: