.
arquivos

Arquivo para

Clipping Afronews 30 de junho de 2015

eleições 2015

Eleições no Burundi com ações violentas

Observadores da União Africana não acompanharam as eleições legislativas e municipais de ontem no Burundi, alegando “falta de condições para a realização de um processo credível”.

“Ao verificar que as condições exigidas não estão reunidas para a realização de eleições livres, regulares, transparentes e credíveis, em respeito pelas disposições da Carta Africana da Democracia, das Eleições e da Governança, a Comissão Africana não observou as eleições comunais e legislativas de ontem no Burundi\”, declarou em comunicado a presidente da sua Comissão, Nkosazana Dlamini-Zuma.

Notícias de algumas agência referem que várias assembleias de voto foram atacadas, algumas delas com granadas, o que perturbou o início do escrutínio para legislativas e municipais em alguns locais do país.

Na capital, Bujumbura, e em algumas províncias, grupos armados lançaram granadas na véspera do escrutínio, o que perturbou início da votação em muitas assembleias de voto, confirmaram a Polícia e autoridades eleitorais.

“A votação não começou à hora prevista em muitos dos centros da capital porque os funcionários eleitorais tentavam preparar os materiais que chegaram tarde a quase todas as assembleias devido aos ataques feitos de madrugada”, disse à agência de notícias France Press o presidente da Comissão Eleitoral, Cyriaque Bucumi. O Secretário-Geral da ONU declarara na véspera estar preocupado por o Governo se ter recusado adiar as eleições de ontem.  Ban Ki-moon referiu num comunicado que lamentava “a intransigência do Governo que impossibilitou um acordo sob a mediação internacional que permitia a realização de eleições livres, justas, inclusivas e pacíficas”, mas confirmou que a missão de observadores eleitorais da ONU supervisionava o escrutínio. No documento, que salienta que o Governo tem a responsabilidade de garantir a segurança dos observadores e eleitores, bem como de impedir “qualquer tipo de intimidação”, volta a ser pedido “aos líderes políticos que tenham em conta o interesse geral” e resolvam as diferenças pelo diálogo. As eleições presidenciais continuavam até ontem marcadas para 15 de Julho.

O Burundi vive uma grave crise política desde o anúncio, em Abril, da candidatura do Presidente Pierre Nkurunziza a um terceiro mandato, o que desencadeou manifestações de rua convocadas por alguns partidos de oposição apoiados pelo Ocidente e um golpe de Estado falhado por falta de apoio popular e das Forças Armadas do país. Altos dirigentes do Governo aproveitaram a estada no exterior para renunciarem aos seus cargos.

O Alto-Comissariado da ONU para os Refugiados estima que cerca de cem mil pessoas abandonaram nos últimos meses o Burundi devido à situação no país e encontram-se no Ruanda, Tanzânia e República Democrática do Congo.

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa/eleicoes_no_burundi_com_accoes_violentas

Burundi

Burundi: UA desiste de acompanhar eleições por ausência de condições

A União Africana (UA) descartou sua participação como observadora nas eleições legislativas e comunais previstas para esta segunda-feira no Burundi, alegando que não há condições para a realização de um processo “crível” – afirmou a presidente da Comissão da organização, Nkosazana Dlamini-Zuma.

Constatando que as condições exigidas não estão reunidas para a realização de eleições livres, regulares, transparentes e críveis, no respeito das respectivas disposições da Carta africana da democracia, das eleições e da governança, a Comissão da UA não observará as eleições comunais e legislativas previstas para esta segunda-feira, 29 de junho de 2015, no Burundi”, declarou a presidente, no comunicado divulgado neste domingo à noite.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Burundi-desiste-acompanhar-eleicoes-por-ausencia-condicoes,5277a622-efd1-482a-bdb2-2048c9cd5297.html

Burundi: Decorrem eleições legislativas marcadas por clima de tensão

Bujumbura – Os locais de votação das eleições legislativas e locais do Burundi abriram as portas nesta segunda-feira num clima tenso na capital Bujumbura, após dois meses de protestos contra o presidente Pierre Nkurunziza, que deseja disputar um terceiro mandato.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/27/Burundi-Decorrem-eleicoes-legislativas-marcadas-por-clima-tensao,e2b24f4a-9351-44cc-ba10-fbdf73d0cab5.html

Burundi vota em eleição parlamentar boicotada pela oposição; tiros são ouvidos

BUJUMBURA (Reuters) – Os eleitores do Burundi foram às urnas nesta segunda-feira para escolher um novo Parlamento, depois de uma noite de explosões e tiros esporádicos e semanas de violentos protestos contra a decisão do presidente Pierre Nkurunziza de buscar um terceiro mandato.

http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRKBN0P91LO20150629

Bélgica considera ilegal terceiro mandato do Presidente Nkurunziza

Bruxelas – O ministro belga dos Negócios Estrangeiros, Didier Reynders, considerou domingo em Bruxelas, de ilegal o terceiro mandato que o Presidente burundês cessante, Pierre Nkurunziza, quer obter.

Numa declaração à imprensa, o chefe da diplomacia belga aconselhou-lhe a iniciar imediatamente um diálogo com todas as forças políticas do Burundi.

Sublinhou que a Bélgica tomou todas as disposições para acolher todas as pessoas em perigo no Burundi.

Estes pronunciamentos do diplomata belga seguem-se à fuga para Bélgica, do presidente da Assembleia Nacional do Burundi, Pie Ntavyohanyuma, que se encontra desde domingo último em Bruxelas.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/27/Burundi-Belgica-considera-ilegal-terceiro-mandato-Presidente-Nkurunziza,50baef1f-e0b4-475c-869c-35a5a658c8dd.html

Angola

Unita convida presidente da república a submeter ao parlamento os acordos com a China

O maior partido da oposição do país, Unita (União Nacional para a Independência Total de Angola),anunciou neste sábado, em conferência de imprensa, em Luanda, que vai pedir ao presidente da República, José Eduardo dos Santos, para submeter, a Assembleia Nacional, os acordos de empréstimos e outros celebrados, recente, com a China, cujos termos e condições ainda não foram oficialmente difundidos.

http://noticias.sapo.ao/info/artigo/1445911.html

Guiné Bissau

Guiné-Bissau deve oferecer mais garantias a quem quer investir no país

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, defendeu hoje que o país precisa de oferecer garantias mais sólidas a quem pretende investir no país.

http://www.noticiasaominuto.com/economia/413129/guine-bissau-deve-oferecer-mais-garantias-a-quem-quer-investir-no-pais

Fundos prometidos à Guiné-Bissau na mesa-redonda de Bruxelas vão começar a chegar

Parte da promessa financeira de apoio à Guiné-Bissau anunciada pela comunidade internacional na recente mesa-redonda de Bruxelas da comunidade vão começar a chegar nos próximos meses, afirmou o ministro da Economia e Finanças da Guiné-Bissau.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/29/fundos-prometidos-a-guine-bissau-na-mesa-redonda-de-bruxelas-vao-comecar-a-chegar/

Banco Mundial financia aumento do abastecimento de energia eléctrica à capital da Guiné-Bissau

O Banco Mundial vai contribuir com 78 milhões de dólares para financiar a construção da linha de transporte de energia eléctrica entre a barragem de Kaleta, na Guiné-Conacri, e Bissau, capital da Guiné-Bissau, nos termos de um acordo recentemente assinado.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/29/banco-mundial-financia-aumento-do-abastecimento-de-energia-electrica-a-capital-da-guine-bissau/

Diplomatas guineenses na China ouvidos no processo de venda ilegal de passaportes

Embaixador em Pequim e cônsul-geral ouvidos pelo Ministério Público por suspeita de venda de passaportes a chineses.

O escândalo da venda ilegal de passaportes de serviço e diplomático que tem afectado a diplomacia da Guiné-Bissau nas últimas semanas e que resultou na detenção, por algumas horas, do secretário de Estado das Comunidades, Idelfrides Fernandes, continua a concentrar as atenções no país.

http://www.voaportugues.com/content/diplomatas-guineenses-na-china-ouvidos-no-proesso-de-venda-ilegal-de-passaportes/2841483.html

UE e parceiros lançam projeto que ambiciona ajudar 400 jovens a ter emprego na Guiné-Bissau

A União Europeia (UE) e um conjunto de parceiros vão lançar, na terça-feira, um projeto que ambiciona apoiar 400 jovens a procurar emprego ou a criarem o seu próprio negócio, anunciou a delegação da UE em Bissau.

http://www.sapo.pt/noticias/ue-e-parceiros-lancam-projeto-que-ambiciona_55916cd0a660221926062cf7

Moçambique

Chissano defende diálogo sem intimidação sobre projeto de autarquias

Renamo promete voltar a apresentar a proposta à Assembleia da República.

O antigo chefe de Estado moçambicano Joaquim Chissano reafirmou nesta segunda-feira, 29, que a exigência da Renamo, principal partido de oposição, para a criação autarquias provinciais deve ser analisada com ponderação e não sob o efeito do medo ou da intimidação. O partido de Afonso Dhlakama reitera que vai apresentar uma nova proposta.

http://www.voaportugues.com/content/chissano-debate-sobre-regioes-autonomas/2841807.html

 

Moçambique poderá privatizar mais de 50% das participações empresariais públicas

Mais de 50% das empresas participadas pelo Estado moçambicano carecem de carácter estratégico, podendo ser privatizadas, afirmou o presidente do Instituto de Gestão das Participações do Estado (Igepe), Apolinário Panguene, em declarações à macauhub em Maputo.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/29/mocambique-podera-privatizar-mais-de-50-das-participacoes-empresariais-publicas/

Cabo Verde

Cabo Verde tem “muitas vantagens” na ligação à economia do mar

Cabo Verde tem “muitas vantagens e poucas desvantagens” na aposta de ligação à economia do mar, pelo que tem de trabalhar junto de organizações internacionais, sobretudo dentro da CPLP, para poder ter sucesso, disse hoje, na Cidade da Praia, o ex-ministro António Mendonça.

http://www.sapo.pt/noticias/cabo-verde-tem-muitas-vantagens-na-ligacao-a-_55916cd0a660221926062cf6

Zâmbia

Zâmbia adota sistema de gestão de compras online para barrar corrupção

A Zâmbia integra uma lista crescente de países na África que têm adotado o e-procurement (sistema eletrônico de gestão compras) para barrar a corrupção em contratos de licitação públicos, especialmente nos setores de telecomunicações e construção.

O Quênia foi o primeiro país a implementar o sistema automático de compras e pagamento na tentativa de garantir maior transparência, prestação de contas e equidade.

O Banco Mundial, importante financiador de projetos de telecom e construção na África, está fornecendo apoio técnico e financeiro para iniciativas de e-procurement em vários países africanos, incluindo o Zimbabwe, Nigéria, Ilhas Maurícias, Camarões, Uganda e agora, Zâmbia.

http://idgnow.com.br/ti-corporativa/2015/06/29/zambia-adota-sistema-de-gestao-de-compras-online-para-barrar-corrupcao/

África do Sul

África do Sul: Governo preocupado com a situação “explosiva” no Lesotho

Joanesburgo – Os países vizinhos do Lesotho, particularmente a África do Sul, estão alarmados hoje, terça-feira, sobre a situação de segurança visivelmente explosiva deste pequeno país, cujo ex-chefe do Exército Maaparankoe Mahao foi assassinado na semana passada.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/27/Africa-Sul-Governo-preocupado-com-situacao-explosiva-Lesotho,108c8877-deb3-454c-a36b-e462486cd49a.html

África do Sul reabre seu mercado à carne de frango dos EUA

Campinas, 29 de Junho de 2015 – O Departamento de Agricultura dos EUA acaba de publicar boletim no qual analisa as importações de carne de frango da África do Sul. Nele, apresenta gráfico (reprodução abaixo) no qual demonstra que o Brasil é o principal fornecedor de carne do frango dos sul-africanos, respondendo por 60% das importações realizadas por aquele país.

Como a base de dados adotada pelo USDA data de 2011, é provável que, em função de restrições posteriores por parte da África do Sul, a participação brasileira seja, hoje, bem menor que a apontada. Mesmo assim o frango do Brasil permanece na primeira posição.

http://www.avisite.com.br/noticias/index.php?codnoticia=16007

Fábrica da Alstom em SP produz trem para África do Sul

Vagões do sistema ferroviário da África do Sul estão sendo produzidos na fábrica da Alstom no bairro da Lapa em São Paulo. Os dois primeiros carros do modelo 600 X’Trapolis mega foram finalizados. As composições deverão conter de quatro a seis carros, totalizando 3 600 veículos. Os trens estão sendo produzidos por uma joint venture entre a Alstom (61%), Nova África Rail (9%) e Ubumbano Rail (30%).

http://viatrolebus.com.br/2015/06/fabrica-da-alstom-em-sp-produz-trem-para-africa-do-sul/

Chade

Mais de 4.000 vítimas do ex-Presidente chadiano Habre vão testemunhar no julgamento

Mais de 4.000 vítimas vão testemunhar no julgamento do ex-Presidente do Chade Hissene Habre, acusado de atrocidades cometidas durante a sua presidência, segundo declarações feitas hoje pelos advogados que as irão representar.

http://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2015-06-29-Mais-de-4.000-vitimas-do-ex-Presidente-chadiano-Habre-vao-testemunhar-no-julgamento

Marrocos

Marrocos: Manifestantes dizem que “usar um vestido não é crime

Rabat – Centenas de pessoas protestaram no domingo em Casablanca e Rabat com o slogan “Usar um vestido não é crime” em apoio a duas jovens acusadas de “atentado ao pudor” depois de serem detidas por usar roupas consideradas muito apertadas.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/27/Marrocos-Manifestante-dizem-que-usar-vestido-nao-crime,14d00f87-d6a0-4f12-b861-9d01a980ffa0.html

Mali

ONU prorroga operações de paz no Mali e em Darfur

O Conselho de Segurança da ONU determinou nesta segunda-feira a prorrogação por um ano das operações de paz da organização no Mali e na região sudanesa de Darfur.

No caso do Mali, a decisão chega depois da recente assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional em Bamaco, com o qual se espera pacificar o norte do país e combater os grupos jihadistas e o tráfico de drogas que operam nessa região.

http://noticias.terra.com.br/mundo/onu-prorroga-operacoes-de-paz-no-mali-e-em-darfur,3fe720933b8cf9a6fb4100773722ad3at58gRCRD.html

Egito

Morreu procurador-geral egípcio num atentado

Cairo – O procurador-geral do Egipto, Hicham Barakat, morreu nesta segunda-feira depois de ser vítima de um atentado com bomba no Cairo, anunciaram dois ministros à AFP.

Este foi o pior ataque realizado no Cairo contra autoridades, após a tentativa de assassinato do ministro do Interior num atentado suicida em 2013, escrevem  Samer Al-Atrush e Haitham el-Tabei para AFP.

Como procurador-geral, Barakat levou à justiça milhares de islâmicos, muitos deles condenados à morte, após a destituição do presidente islâmico Mohamed Morsi, em Julho de 2013.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/27/Egipto-Morreu-procurador-geral-egipcio-num-atentado,976fd740-45b1-4189-a913-31fa4808bba9.html

O ISOLAMENTO DIPLOMÁTICO DO BURUNDI

bujumbura-city

As eleições parlamentares e comunais estão ocorrendo no Burundi contra a opinião pública internacional. O Presidente do Burundi ignorou os apelos dos EUA, da ONU, da União Africana e da Bélgica para adiar o processo eleitoral.

Cerca de mais de 125.000 pessoas deixaram o território de Burundi, com medo dos confrontos, tiroteios e da ação dos grupos paramilitares. Desde 1993, uma guerra civil – entre as forças de segurança dominadas pela etnia Tutsi e aliados, e os grupos armados de oposição da etnia Hutu – assolou o Burundi. Em agosto de 2000, assinou-se o Acordo de Paz e Reconciliação de Arusha. O instrumento compõe-se de cinco Protocolos, cada um voltado para um tema específico, entre os quais boa governança, reconstrução econômica e segurança.

Em 2002, foi proposto um acordo de paz mediado por Nelson Mandela, que mencionava explicitamente a proteção às crianças. Porém, muitos grupos assinaram o acordo com restrições, e os três principais grupos armados (o Conselho Nacional de Defesa da Democracia (CNDD); as Forças de Defesa da Democracia (FDD) e a Frente Nacional de Libertação (FNL), que possui uma subdivisão chamada Juventude Patriótica Hutu, se recusaram a ratificá-lo.

A Constituição, aprovada em plebiscito em fevereiro de 2005, estabeleceu que no governo e na Assembleia deve haver 60% de hutus e 40% de tutsis, e no Senado uma divisão igual a 50%.

Em 2005, o Conselho Nacional pela Defesa da Democracia (CNDD), partido formado pelo principal grupo rebelde hutu do Burundi e que lutou durante uma década contra o Exército, venceu as eleições legislativas realizadas no país. Ele é liderado por Pierre Nkurunziza , que participou das eleições também em 2010.

Nas eleições ocorrida em 2010 diversos observadores da União Europeia (UE) e do Parlamento da Bélgica, de quem o Burundi foi colônia, trabalharam junto com os enviados da União Africana (UA) e da Comunidade da África Oriental para vigiar a votação.

As eleições foram boicotadas pelos principais partidos da oposição, por considerarem que o governista Conselho Nacional em Defesa da Democracia-Forças em Defesa da Democracia (CNDD-FDD) manipularam as eleições municipais de maio de 2010. Os analistas afirmaram que o boicote da oposição ajudou a formar um Governo de partido único do CNDD-FDD, após ganhar as presidenciais, as legislativas e as municipais, já que os representantes municipais elegem os membros do Senado.

As eleições de 2015, no Burundi, repetem o cenário ocorrido em 2010, com uma diferença importante:  os organismos intergovernamentais condenaram o processo eleitoral e se recusaram a enviar observadores.

O ministro belga dos Negócios Estrangeiros, Didier Reynders, considerou domingo, em Bruxelas, ilegal o terceiro mandato que o Presidente burundês cessante, Pierre Nkurunziza, quer obter. Este pronunciamento do diplomata belga seguiu-se à fuga para Bélgica, do presidente da Assembleia Nacional do Burundi, Pie Ntavyohanyuma, que se encontra desde domingo último em Bruxelas.

A União Africana (UA) descartou sua participação como observadora nas eleições legislativas e comunais, alegando que não há condições para a realização de um processo “crível” – afirmou a presidente da Comissão da organização, Nkosazana Dlamini-Zuma.

“Constatando que as condições exigidas não estão reunidas para a realização de eleições livres, regulares, transparentes e críveis, no respeito das respectivas disposições da Carta africana da democracia, das eleições e da governança, a Comissão da UA não observará as eleições comunais e legislativas previstas para esta segunda-feira, 29 de junho de 2015, no Burundi“, declarou a presidente, no comunicado divulgado neste domingo à noite.

Com este quadro, provavelmente as eleições apresentarão um resultado semelhante o ocorrido nas eleições de 2005, só que, agora, a opinião internacional não legitimou o processo eleitoral, e mantém uma recomendação para que o presidente Pierre Nkurunziza respeite a Constituição e não concorra novamente às eleições.

Um país com 10 milhões de habitantes, com economia toda baseada na agricultura e dependente de ajuda externa, deverá passar por um período de crise e de descrédito internacional.

Fonte: https://minionu15anoscpar2007.wordpress.com/2014/05/06/dossie-burundi/

Clipping Afronews 29 de junho de 2015

odetesemedo

Ministra da Educação de Guiné Bissau anuncia parceria com Portugal para criar Escola Superior Agrária

A ministra da Educação da Guiné-Bissau, Odete Semedo, atualmente em Portugal, anunciou, este domingo, um novo acordo de cooperação com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) para a formação de professores e para o estabelecimento de uma escola superior agrária na Guiné-Bissau.

Para a ministra guineense, citada pelo Correio do Minho, a nova escola agrária, que será integrada na Universidade Amílcar Cabral, é um indicador de «confiança na paz social e no trajeto de desenvolvimento que se vive no país».
fonte:http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=557197

Angola

A crise em Angola afeta a vida dos estudantes angolanos na Namibia

Ouvinte que estuda na Namíbia relata as dificuldades que os estudantes angolanos estão a passar por não conseguirem receber dinheiro de suas famílias naquele país

Hélio Benjamin Barros, de 21 anos, saiu de Angola há cinco anos em busca de melhores condições de aprendizagem. Foi para Windhoek, Namíbia, a fim de estudar Gestão de Finanças.

http://www.voaportugues.com/content/ouvinte-que-estuda-na-namibia-relata-as-dificuldades-que-os-estudantes-angolanos-estao-a-passar/2838077.html

Os espanhóis têm facilidade em entender os angolanos

Em entrevista, por e-mail, concedida à agência Angop, enquadrada nos 40 anos da Independência de Angola, que se assinalam em Novembro, o antigo ministro espanhol da Defesa, José Bono Martínez, exalta o “destacável” trabalho desenvolvido pelo Presidente José Eduardo dos Santos para o alcance da paz e a sua liderança à frente de “ambicioso plano de reconstrução nacional”, sem esquecer a autoridade que o Chefe de Estado angolano representa hoje em África, nomeadamente na pacificação de conflitos.

http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/os_espanhois_tem_facilidade_em_entender_os_angolanos

Investimento registra estabilidade

O continente africano registou em 2014 estabilidade em investimento directo estrangeiro, ao  absorver 54 mil milhões de dólares, revela o relatório “Investimento Mundial 2015”, a que o Jornal de Angola teve acesso na quinta-feira.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/investimentos/investimento_regista_estabilidade

Moçambique

Expropriação de terras problema em Moçambique

A UNAC refere que para além de prejuízos materiais, os camponeses também sofrem o impacto ambiental da implementação desses grandes projectos agrícolas.

A UNAC refere que para além de prejuízos materiais, os camponeses também sofrem o impacto ambiental da implementação desses grandes projectos agrícolas.

Erico Waga/GRAIN

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150627-expropriacao-de-terras-poblema-em-mocambique

Guiné Bissau

União de Exportadores da CPLP apoia certificação da castanha de caju guineense

O presidente da União de Exportadores da CPLP, Mário Costa, disse hoje que esta organização está a ajudar a construir projetos estratégicos nestes países, dando como exemplo a Guiné-Bissau onde vai ser promovida a certificação da castanha de caju.

Mário Costa explicou, no último dia do Fórum da União de Exportadores da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), que apesar de este produto ser muito exportado contribui “com pouco emprego e pouca riqueza para o país porque não tem certificado de qualidade”.

Segundo o mesmo responsável, “poucas empresas consomem o produto diretamente da Guiné-Bissau”, já que sem certificação de qualidade “é muito difícil ser aceite nos mercados internacionais”.

A castanha de caju produzida pela Guiné-Bissau é importada sobretudo por empresas indianas, que compram o produto a baixo preço, certificam-no e distribuem-no posteriormente, acrescentando-lhe valor

http://www.sapo.pt/noticias/uniao-de-exportadores-da-cplp-apoia_558edd452791892226103841

Ministra da Educação anuncia parceria com Portugal para criar Escola Superior Agrária

A ministra da Educação da Guiné-Bissau, Odete Semedo, atualmente em Portugal, anunciou, este domingo, um novo acordo de cooperação com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) para a formação de professores e para o estabelecimento de uma escola superior agrária na Guiné-Bissau.

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=557197

IPVC dá apoio à criação a escola superior agrária na Guiné-Bissau

A ministra da Educação da Guiné-Bissau e o presidente do Instituto Politécnico de Viana do castelo (IPVC) anunciaram um acordo que envolve a formação inicial de professores e a criação de uma escola superior agrária na Guiné-Bissau.

Rui Teixeira, presidente do IPVC, e Odete Semedo, ministra da Educação da Guiné-Bissau, deram a conhecer os projectos de cooperação que visam continuar o trabalho, iniciado há 14 anos, no apoio ao sistema educativo daquele país africano, na formação inicial de professores e, agora, também, por solicitação do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, na criação de uma escola superior agrária, a integrar na Universidade Amílcar Cabral.

http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=87579

Domingos Simões revela que presidente senegalês quer ajudar Bissau a ultrapassar crises políticas

O primeiro-ministro da Guiné Bissau, Domingos Simões Pereira, revelou este domingo que a sua deslocação a Dakar, Senegal, foi muito positiva.

Domingos Pereira indicou que o chefe de estado senegalês e presidente em exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Macky Sall, prometeu ajudar a mediar a tensão entre o governo e a presidência da Guiné-Bissau tanto a nível político, bem como no âmbito do desenvolvimento.

fonte:http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=557233

África do Sul

A verdade sobre o massacre de Marikana

Em 16 de agosto de 2012, a polícia sul-africana abriu fogo contra uma multidão de homens que estavam em greve em uma mina de platina em Marikana em North West Province. Eles atingiram 112 pessoas, matando 34. Em todo o país, foi sentido como um momento traumático. Para a África do Sul, que era um tipo especial de pesadelo, porque reviveu imagens de massacres por parte do Estado na era do apartheid de idade, com uma diferença brutal – desta vez foi predominantemente policiais negros, com altos oficiais negros que trabalham para políticos negros, que estavam fazendo o tiroteio.

Em resposta, o presidente Jacob Zuma nomeou uma comissão de inquérito, presidida pelo juiz aposentado Ian Farlam, que trabalhou 293 dias, ouvindo os mineiros, seus chefes e a polícia, e assistindo o vídeo, áudio e revendo os registros sobre o tiroteio e durante a greve de sete dias que  precedeu o episódio.

http://mg.co.za/article/2015-05-21-the-savage-truth-behind-the-marikana-massacre

África do Sul revê relações com TPI

O Governo sul-africano anunciou que quer rever a ligação ao Tribunal Penal Internacional (TPI) e clarificar a abrangência da jurisdição nos Estados que ratificaram o Estatuto de Roma.

O TPI aproveitou a presença no dia 14 em Joanesburgo do Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, para emitir um mandado de captura. Omar al-Bashir, o primeiro Presidente em exercício acusado pelo TPI de “crime de genocídio”, acabou por deixar a África do Sul, onde participava na 25ª Cimeira da União Africana, contrariando a determinação dos próprios tribunais do país. O Governo sul-africano argumentou que os “compromissos internacionais” tinham impossibilitado o cumprimento da ordem judicial do TPI. “O Conselho de Ministros decidiu que vai rever a participação da África do Sul no Estatuto de Roma do Tribunal Internacional”, anunciou o ministro da Presidência. Jeff Radebe referiu também que uma saída da África do Sul do TPI apenas é considerada como “último recurso” e que “tal decisão somente pode ser tomada” se forem esgotadas “todas as soluções disponíveis”. O ministro revelou que o país vai iniciar “discussões formais” com o TPI.

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa_do_sul_reve_relacoes_com_tpi

Benin

Benin fecha as fronteiras

Todas as fronteiras terrestres do Benin estão encerradas até segunda-feira às seis horas na sequência das eleições locais, comunais e municipais que decorrem este domingo em todo o território nacional.

Segundo um comunicado divulgado pelo Ministério do Interior, além das fronteiras, os mercados e os bares ficarão igualmente encerrados para garantir a segurança das operações de voto.

O Benin tem fronteiras com o Togo (sudoeste), o Burkina Faso (noroeste), o Níger (norte) e a Nigéria (sudeste). Trinta e quatro partidos e alianças participam nestas eleições que deveriam decorrer em 2013 e foram adiadas sine die devido à indisponibilidade de caderno eleitoral permanente informatizado fiável e consensual.

http://www.verdade.co.mz/africa/53776-benin-encerra-fronteiras-por-causa-de-eleicoes-locais

Libéria

Presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf prometeu uma mudança da  gestão na companhia nacional de petróleo, que está à beira da falência depois de tentativas fracassadas para locação de quatro blocos offshore de petróleo no ano passado.

O petróleo foi descoberto no mar da Libéria em 2012 , em um país em que 84 % da população vive em situação de extrema pobreza, tem olhado para o setor na esperança de que trouxesse benefícios no setor da educação, saúde.

http://www.trust.org/item/20150626195822-bsihd/?source=jtOtherNews3

Camarões

Camarões treina Nova Geração de empreendedores de energia limpa

Yaounde – instituições de ensino superior de Camarões está treinando os alunos a desenvolver negócios empresariais que utilizam energia solar e outras tecnologias de energia renovável, destinado a combater a escassez de eletricidade ea criação de emprego.

Como os estresses climáticos, incluindo secas e inundações, agravar a pobreza arraigada, o governo está trabalhando com as universidades para encontrar novas maneiras de resolver esses problemas individuais

http://www.trust.org/item/20150624161936-0t4v7/?source=search

Burundi

Mais três mortos no Burundi, mas comissão eleitoral diz que “está tudo pronto”

Pelo menos três pessoas morreram em Bujumbura, capital do Burundi, em resultado de mais uma noite de tensões, mas a comissão eleitoral garante que “está tudo pronto” para as eleições no país africano.

Pelo menos três pessoas morreram na noite de sábado, nos bairros periféricos de Jabe e Kanyosha, que, juntamente com o de Musaga, são os focos da contestação popular que assola o Burundi desde que o atual chefe de Estado anunciou a sua candidatura às eleições presidenciais de 15 de julho. Pierre Nkurunziza já cumpriu dois mandatos e a oposição contesta que possa concorrer a um terceiro, julgado inconstitucional.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=840238&tm=7&layout=121&visual=49

Os partidos de oposição no Burundi boicotarão as eleições

A oposição de Burundi anunciou um boicote às eleições parlamentares da próxima semana, em protesto contra a proposta do presidente para um terceiro mandato. O Secretário-Geral das Nações Unidas apelou para que a votação seja adiada.

No pior crise desde a guerra civil de 2005, a oposição do Burundi anunciou um boicote às eleições de segunda-feira. Líderes disseram que estavam muito preocupados com a legitimidade do processo eleitoral.

http://www.dw.com/en/burundi-opposition-to-boycott-parliamentary-elections-as-un-calls-for-delay/a-18544394

Nigéria

Sobe para cinco número de mortos no duplo atentado suicida na Nigéria.

Lagos, 28 jun (EFE).- Cinco pessoas morreram neste domingo após a detonação de bombas por duas terroristas suicidas em frente a um hospital público da cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, informaram fontes do centro médico.

http://boainformacao.com.br/2015/06/sobe-para-cinco-numero-de-mortos-no-duplo-atentado-suicida-na-nigeria/

A situação no Burundi se agrava

0,,1

O mundo acompanha com preocupação as eleições parlamentares que deverão ocorrer na segunda feira, contrariando autoridades americanas, europeias e das organizações intergovernamentais e ameaçando a frágil democracia e o Estado de direito do Burundi.

O Brasil não tem embaixada no país, mas acompanha com preocupação a maior  crise política, desde a tragédia da guerra civil ocorrida em 2005. O diagnóstico das autoridades brasileiras coincide com o das Nações Unidas e dos Estados Unidos, que é que o calendário eleitoral deveria ser adiado e o presidente Pierre Nkurunziza deveria desistir do terceiro mandato e respeitar o acordo de Arusha.

Tudo caminha para o aumento das tensões e a realização de uma eleição ilegítima com o aumento da violência e a fuga de milhares de pessoas do país. A oposição já anuncia que não irá participar desse processo eleitoral.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon, na sexta-feira, falou que a eleição deveria ser adiada, dizendo-se “profundamente preocupado com a segurança e  o ambiente político do país”.

A eleição parlamentar está prevista para acontecer nessa segunda-feira com a eleição presidencial no 15 de julho, segundo afirmou o Embaixador do Burundi para a ONU, sr Albert Shingiro,  aos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU.

Os Estados Unidos afirmaram que suspenderiam a assistência eleitoral ao Burundi e ao presidente Pierre Nkurunziza, caso mantivesse essa decisão decisão, pois não apresenta as condições necessárias para uma eleição credível.

O Departamento de Estado dos EUA disse ainda, que estava tomando essa posição “à luz dos esforços contínuos do Presidente Pierre Nkurunziza em violar o Acordo de Arusha, insistindo no terceiro mandato e mantendo as datas eleitorais em uma ambiente sem as necessárias  condições  para realização de eleições credíveis.”

Os EUA “opõem-se firmemente” a quaisquer ações dos Estados regionais que possam desestabilizar ainda mais o Burundi, disse o Departamento de Estado.
Estamos preparados para tomar medidas adicionais contra os indivíduos responsáveis, ou cúmplices, que procuram minar a  democracia e o Estado de direito e promovem a instabilidade no Burundi.

fonte: http://www.dw.com/en/burundi-opposition-to-boycott-parliamentary-elections-as-un-calls-for-delay/a-18544394

Clipping Afronews 28 de junho de 2015

00000000000ab

Presidente da Nigéria demite administração da petrolífera estatal

O novo Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, demitiu a administração da empresa petrolífera estatal, gesto que foi entendido como uma primeira etapa para um inquérito aprofundado às atividades da empresa, que está minada pela corrupção.

Buhari “dissolveu, com efeito imediato, o conselho de administração da Companhia Petrolífera Nacional Nigeriana (NNPC)”, anunciou o responsável pela função pública, em comunicado.

O novo Presidente da Nigéria, que tomou posse em 29 de maio, comprometeu-se a lutar ferozmente contra “o demônio da corrupção”. O setor petrolífero, que garante 80% dos rendimentos estatais, é considerado como o mais afetado, com milhares de milhões de dólares desviados em prejuízo das finanças públicas.

foto:Muhammadu Buhari

http://www.publico.pt/mundo/noticia/presidente-da-nigeria-demite-administracao-da-petrolifera-estatal-1700272

 Presidente Buhari estárá com Barack Obama

Washington – O presidente dos Estados Unidos Barack Obama vai entrevistar-se a 20 de Julho o seu homologo nigeriano, Muhammadu Buhari, anunciou quinta-feira a Casa Branca.

“Esta visita sublinha nosso engajamento em alargar nossa parceria com o novo governo da Nigéria e nosso apoio ao povo nigeriano”, precisou o Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca (NSC) na sua conta no Twitter.

O presidente nigeriano luta no norte do seu país contra o grupo islamista Boho Haram.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Nigeria-Presidente-Buhari-vai-entrevistar-Julho-com-Barack-Obama,753b7831-153d-4b6a-a2fd-caa07dcc5be0.html

União Africana

Angola

Angola/Chile: Empresários prospectam áreas de interesse comum

Luanda – A produção de carnes, bebidas, pescado e lacticínios estão entre as principais apostas de um grupo de empresários chilenos que nesta sexta-feira avaliaram, em Luanda, com parceiros angolanos pontos de interesses comuns, tendo em vista a diversificação da economia do país.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/economia/2015/5/26/Angola-Chile-Empresarios-prospectam-areas-interesse-comum,1ec8a93c-12bd-48b4-b1d6-bbe1c23dc452.html

Angola representada na Universidade Pan-africana

O sociólogo angolano Paulo de Carvalho é, a partir de quinta-feira, o vice-presidente do Conselho da Universidade Pan-Africana, na sequência da tomada de posse que ocorreu no mesmo dia na sede da União Africana, em Adis-Abeba

http://opais.co.ao/angola-representada-na-universidade-pan-africana/

Paulo de Carvalho eleito vice-presidente do Conselho da Universidade Pan-africana

Addis Abeba – A República de Angola registou nesta quarta-feira, em Addis Abeba, capital da Etiópia, um novo feito diplomático, consubstanciado na eleição, pela Comissão Executiva da União Africana (UA), de dois angolanos para cargos de relevo na organização.

Trata-se do professor Sebastião Isata e do sociólogo Paulo de Carvalho (na foto), nomeados para membro da Comissão da União Africana sobre o Direito Internacional (CUADI) e para o cargo de vice-presidente do Conselho da Universidade Pan-africana (UPA), respectivamente

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=20122:paulo-de-carvalho-eleito-vice-presidente-do-conselho-da-universidade-pan-africana&catid=41026:nacional&Itemid=150&lang=pt

Regime angolano alega que jovens detidos iriam receber USD 100 milhões para derrubar JES

Lisboa – De forma a convencer os seus quadros internos, o regime angolano tem promovido a versão segundo as quais o grupo de jovens activistas acusados de planearem um “golpe de Estado” contra o Presidente José Eduardo dos Santos estavam a ser manipulados por embaixadas estrangeiras, em Luanda, e que iriam beneficiar de um financiamento de 100 milhões de dólares de forças do ocidente

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21454:regime-alega-que-activistas-iriam-receber-100-milhoes-de-dolares-para-derrubar-jes&catid=11:foco-do-dia&lang=pt&Itemid=1072

Os primeiros presos políticos da 3ª República de Angola – Reginaldo Silva

Luanda – Se quisermos ser sérios e chamar os bois pelo seu próprio nome, temos que reconhecer que Angola tem a partir do último Sábado em Luanda os primeiros presos políticos nas cadeias do Estado Democrático de Direito, sem nos esquecermos de que nesta condição está igualmente o activista cívico José Marcos Mavungo, já a penar os seus “crimes” há mais de três meses em Cabinda.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21463:os-primeiros-presos-politicos-da-3-republica-reginaldo-silva&catid=17:opiniao&lang=pt&Itemid=1067

Organização das Mulheres Angolanas apela à denúncia de abusos

A psicóloga Loide Vaz de Almeida disse, ontem, que os números da violência doméstica e abuso sexual de mulheres e crianças registam um perigoso aumento em Angola, pelo que exortou as angolanas a «quebrar o silêncio».

Falando a convite da Organização da Mulher Angolana na conferência intitulada «Violência Doméstica no Seio Escolar», em Caxito, província do Bengo, Loide Vaz de Almeida apelou às mulheres angolanas para denunciarem a violência doméstica e os abusos sexuais à Polícia Nacional.

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=557032

Abertura da 9ª edição do Jardim do Livro Infantil marca semana da Educação&Cultura

Luanda – A inauguração da 9ª edição do Jardim do Livro Infantil, quinta-feira, na Praça da Independência, em Luanda, pela ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, marcou o noticiário da Educação&Cultura, na semana que hoje, sábado, termina.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/lazer-e-cultura/2015/5/26/Abertura-edicao-Jardim-Livro-Infantil-marca-semana-Educacao-Cultura,2b70ff3b-9dea-45af-9f27-1d89c58280d6.html

Oposição convida Presidente angolano a submeter ao Parlamento acordo com China

A UNITA, segundo maior partido da oposição em Angola, anunciou que vai interpelar o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para submeter ao Parlamento os acordos de empréstimos e outros celebrados recentemente com a China cujos termos e condições ainda não foram oficialmente divulgados.

Para o efeito, A UNITA instruiu o seu Grupo Parlamentar (GP) para convidar o Presidente Eduardo dos Santos “a respeitar a Constituição, submetendo à aprovação ou ratificação da Assembleia Nacional (Parlamento) os termos dos acordos com a China, conforme estabelece a Constituição”.

http://www.verdade.co.mz/africa/53772-oposicao-convida-presidente-angolano-a-submeter-ao-parlamento-acordo-com-china

Moçambique

Direitos humanos em Moçambique com leituras diferentes

Em Moçambique, a impunidade continua um problema, apesar de o Governo ter dado alguns passos no sentido de processar e condenar funcionários que tenham cometido infracções. A indicação consta do Relatório sobre os Direitos Humanos no Mundo em 2014, publicado quinta-feira, 25, pelo Departamento de Estado americano, em Washington.

http://www.voaportugues.com/content/direitos-humanos-em-mocambique-com-leituras-diferentes/2838683.html

 

Guiné Bissau

Governo assina acordo de financiamento com o Banco Mundial na ordem dos 70 milhões de euros

O governo da Guiné-Bissau assinou recentemente um acordo de financiamento com o Banco Mundial, na ordem dos 78 milhões de dólares (cerca de 70 milhões de euros), noticiou a `Portuguese News Network´ (PNN).

Citada pela PNN, fonte oficial do Ministério da Economia e Finanças guineense disse que o acordo deu-se no âmbito do Projeto da Organização para o aproveitamento da Bacia do rio Gâmbia.

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=557057

União de Exportadores da CPLP apoia certificação da castanha de caju guineense

O presidente da União de Exportadores da CPLP, Mário Costa, disse hoje que esta organização está a ajudar a construir projetos estratégicos nestes países, dando como exemplo a Guiné-Bissau onde vai ser promovida a certificação da castanha de caju.

http://www.sapo.pt/noticias/uniao-de-exportadores-da-cplp-apoia_558edd452791892226103841

Cabo Verde

Governo sensibiliza empresários para iniciativa “Cabo Verde Sem Plásticos”

O Governo cabo-verdiano está a promover uma campanha de sensibilização junto de empresários ligados à produção, comercialização e importação de sacos de plástico, que serão proibidos em Cabo Verde a partir de 01 de janeiro de 2017.

http://www.sapo.pt/noticias/governo-sensibiliza-empresarios-para_558ec563ba542e2026e017a5

Dívida pública em Cabo Verde atingiu 114% do PIB — banco central

O Banco de Cabo Verde (BCV) indicou hoje que o “stock” da dívida pública atingiu os 114% o Produto Interno Bruto (PIB), evolução negativa que se explica pelo agravamento das contas públicas e também pela redução das receitas.

http://www.sapo.pt/noticias/divida-publica-em-cabo-verde-atingiu-114-do_558e920927918922260fec2d

Cooperação militar com Portugal avaliada em 450 mil euros

Cabo Verde e Portugal assinaram, esta sexta-feira, na cidade da Praia, o Programa-Quadro de Cooperação Técnico-Militar para o período 2015-2017, avaliado em 450 mil euros.

O acordo foi assinado pelo ministro da Defesa de Cabo Verde, Rui Semedo, e o seu homólogo português, José Pedro Aguiar-Branco, que se encontra em visita ao arquipélago.

O ministro da Defesa de Portugal fez ainda a entrega de duas lanchas que vão reforçar a atuação das forças armadas cabo-verdianas em toda dimensão marítima.

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=556990

Africa do Sul

Massacre de Marikana: Jacob Zuma promete investigação profunda à acção da polícia

Cerca de 70 mil mineiros foram afectados pela greve e pelo menos cinco moçambicanos terão perdido a vida.

Na África do Sul, a polícia, os sindicatos dos mineiros, a companhia mineira Lonmin e os grevistas foram considerados culpados na morte de 34 mineiros em greve na mina de Lonmin, em Marikana, no dia 16 de Agosto de 2012.

http://www.voaportugues.com/content/massacre-de-marikana-jacob-zuma-promete-investigacao-profunda-a-policia/2838691.html

Uganda

Uganda: Proibidos comícios do principal adversário do Presidente Museveni

Kampala – O chefe da polícia ugandesa interditou o antigo Primeiro-ministro Amama Mbabazi, candidato e adversário do presidente Yoweri Museveni às presidenciais de 2016, para organizar comícios no país, declarando-os “ilegais”.

Mbabazi, 66 anos, tinha anunciado em meados de Junho numa carta enviada à  Comissão Eleitoral Ugandesa a sua intenção de se apresentar às presidenciais e para  realizar comícios eleitorais em todo o país de 09 de Julho a 01 de Outubro deste ano.

Em resposta, o chefe da polícia Kale Kayihura escreveu-lhe terça-feira que seu partido,  Movimento Nacional de Resistência (NRM), por coincidência o partido presidencial, não lhe apoia como candidato e por consequência as “suas aspirações são ilegais”.

Yoweri Museveni, 70 anos, no poder desde 1986, já foi designado pelos dirigentes do NRM como candidato às presidenciais de 2016.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Uganda-Proibidos-comicios-principal-adversario-Presidente-Museveni,3c3d0eef-b68d-4d06-8cfb-c34e4c49e9fc.html

Burundi

Autoridades do Burundi informam à ONU que terão eleições na data prevista

Embaixador do Burundi na ONU informou nesta sexta-feira que o seu país não adiará as eleições previstas para a segunda-feira, ignorando um chamado do secretário-geral desta organização, que pediu que sejam adiadas devido ao “clima político e de insegurança” que reina no país.

“O governo não pode aceitar cair em um vácuo institucional, em um buraco (…), é por isso que optamos por celebrar eleições”, disse Albert Shingiro aos quinze membros do Conselho de Segurança da ONU.

O pedido de Ban ocorreu horas depois de o conjunto da oposição do Burundi anunciar o boicote das eleições previstas no país por considerar que as condições não estavam dadas para isto

http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2015/06/26/interna_internacional,662343/autoridades-do-burundi-informam-a-onu-que-terao-eleicoes-na-data-prevista.shtml

Senegal: CPJ condena violência contra jornalistas no Burundi

O Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ) exprimiu sexta-feira as suas preocupações face à subida da violência contra jornalistas no Burundi, na véspera das eleições gerais previstas para 15 de Julho próximo no país.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Senegal-CPJ-condena-violencia-contra-jornalistas-Burundi,e7819b9f-9e1a-421e-92a2-896e250eea0a.html

Tunísia

Tunisia: Turistas abandonam Tunísia em massa após atentado

Enfidah, Tunísia – Centenas de turistas estrangeiros se aglomeravam na madrugada deste sábado no aeroporto de Enfidha para abandonar a Tunísia, após o atentado contra um hotel da região que deixou 38 mortos, constatou a AFP

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Tunisia-Turistas-abandonam-Tunisia-massa-apos-atentado,482b3799-80cc-4edd-94f3-dc5943f75feb.html

Libia

Libia: “Solução definitiva à crise líbia à vista”- Bernardino Leon

Nova Iorque – O representante especial da ONU na Líbia, Bernardino Leon, considera que as negociações políticas sobre a crise Líbia apoiadas pela sua organização internacional devem em breve desembocar numa “solução definitiva”.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Libia-Solucao-definitiva-crise-libia-vista-Bernardino-Leon,450b5dda-7685-48ce-9be3-9612ec1d86aa.html

Burkina Faso

Burkina Faso: Inundações fazem quatro mortos no Burkina Faso

Ouagadougou – Pelo menos quatro pessoas, incluindo três crianças, morreram quarta-feira nas inundações provocadas pelas fortes chuvas que se abateram sobre Ouagadougou, a capital do Burkina Faso, revelou o Governo esta sexta-feira.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Burkina-Faso-Inundacoes-fazem-quatro-mortos-Burkina-Faso,32d9cc12-ae39-4217-b80d-56c7c7cb7459.html

Clipping Afronews, 27 de junho de 2015

113

A visão da Dilma sobre a importância da Africa para o Brasil

Dilma defendeu a ampliação de cooperação com países emergentes, com o Mercosul como “uma grande conquista”, e disse que o Brasil tem uma “dívida social e cultural” com o continente africano.

“A África será sempre um continente onde teremos que desempenhar um papel ativo, porque temos uma dívida humana, social e cultural em relação a África. Cinquenta e dois por cento da população brasileira se declaram de origem negra. Somos o maior país negro fora da África. As nossas relações com a África são, em última instância, uma reabilitação da nossa história passada, considerando as práticas de escravidão que prevaleceu no nosso país desde o século 16. Este país viveu sob a escravidão até 1888, e deve superar a ferida histórica deixada pela escravidão”, avaliou

http://www.ebc.com.br/noticias/politica/2015/06/dilma-diz-estar-preocupada-com-desemprego-e-reclama-de-preconceito-de

Acordo Brasil-Maláui de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) – Brasília, 25 de junho de 2015

O Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Mauro Vieira assina hoje, dia 25 de junho, no Palácio Itamaraty, com o Embaixador da República do Maláui, Sr. Edward Y. Sawerengera, o Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) entre o Brasil e o Maláui, com a presença do Secretário-Executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho.

Esse Acordo é o quarto assinado com base em novo modelo brasileiro de acordos de investimentos, elaborado pelo Itamaraty, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Ministério da Fazenda e a Secretaria Executiva da CAMEX, em consultas com o setor privado. O modelo do ACFI reflete os anseios da comunidade empresarial de contar com instrumento legal para minimizar riscos e prevenir conflitos sobre investimentos.

http://www.itamaraty.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10333:acordo-brasil-malaui-de-cooperacao-e-facilitacao-de-investimentos-acfi&catid=42:notas&lang=pt-BR&Itemid=280

Chilenos interessados na indústria

Os empresários chilenos propuseram a instalação de fábricas de processamento de peixe e frutas e o aumento das exportações de vinhos para Angola, no I Fórum Económico e Comercial Angola/Chile realizado ontem em Luanda.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/chilenos_interessados_na_industria

Angola

”Angola é motor do progresso na região e no Mundo’

O Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa, considera que, apesar de Angola ter um percurso duro e difícil, existem razões para celebrar com orgulho os resultados alcançados nos 40 anos de independência.

http://jornaldeangola.sapo.ao/entrevista/angola_e_motor_do_progresso_na_regiao__e_no_mundo

Moçambique

Moçambique regista abusos por parte das forças de segurança — Estados Unidos

Abusos por parte das forças de segurança e a falha do governo em proteger direitos políticos, são algumas das violações de direitos registadas em Moçambique vincadas num relatório do Departamento de Estado norte-americano.

Ocorrência de homicídios, violência doméstica e abusos pelo Executivo e segurança de partidos da oposição, são outras da

Guiné Bissau

Jornadas de Industrialização em Bissau debatem valorização dos produtos guineenses

Bissau vai acolher a partir de sábado as terceiras Jornadas de Industrialização do país para «promover o debate sobre a valorização dos produtos nacionais», anunciou o Ministério da Energia e Indústria, que organiza o evento.

“Pretende-se promover debates e reflexões sobre o que é necessário fazer para a valorização dos produtos nacionais através da transformação industrial com enfoque nos resultados da mesa redonda [de doadores] realizada durante março”, anunciou a organização, em comunicado.

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=233295

AICEP abre delegação em Bissau com presença do primeiro-ministro de Portugal

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) vai abrir uma delegação na Guiné-Bissau e acolher a 06 de julho um seminário económico com os primeiros-ministros dos dois países, disse à Lusa fonte da instituição.

http://www.sapo.pt/noticias/aicep-abre-delegacao-em-bissau-com-presenca_558d1f12ed80a7bd5c3d07bf

Presidente senegalês poderá mediar crise guineense

O primeiro-ministro e o presidente da Assembleia nacional popular da Guiné-Bissau encontram-se no vizinho Senegal. O presidente Macky Sall avistou-se, separadamente, com ambos os dirigentes. Em pano de fundo estão as saídas de dirigentes do PAIGC, partido no poder, e de ministros do actual governo. O chefe de Estado senegalês poderá desempenhar um papel de mediador.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150626-presidente-senegales-podera-mediar-crise-guineense

Impunidade de violadores de direitos humanos é problema grave na Guiné-Bissau

Diz o relatório sobre os direitos humanos no mundo de 2014 do Departamento de Estado americano.

O relatório sobre os direitos humanos no mundo em 2014, do Departamento de Estado americano,  reconhece o regresso à estabilidade constitucional na Guiné-Bissau, onde, em 2014, realizaram-se eleições livres, democráticas e limpas, segundo os observadores internacionais. Entretanto, o documento cita várias violações dos direitos humanos, registadas, na sua maioria, antes das eleições de Abril, mas aponta a ausência de punição dos violadores dos direitos humanos por parte das nova autoridades de Bissau.

http://www.voaportugues.com/content/impunidade-de-violadores-de-direitos-humanos-e-problema-grave-na-guine-bissau/2838326.html

“Moção de confiança derrota os que querem instabilidade na Guiné-Bissau”, diz João de Barros

O parlamento da Guiné-Bissau aprovou nesta quinta-feira, 25, por unanimidade uma moção de confiança apresentada em regime de urgência pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira. A decisão do Governo surge depois de uma semana política agitada em que vieram ao de cima, na imprensa e nos corredores do poder, tensões entre o Presidente da República e o primeiro-ministro. Para observadores em Bissau, a aprovação de moção de confiança é uma resposta a qualquer tipo de desestabilização do sistema político.

http://www.voaportugues.com/content/mocao-de-confianca-derrota-os-que-querem-instabilidade-na-guine-bissau-diz-joao-de-barros/2838727.html

Cabo Verde

Energias renováveis no centro de visitas a Cabo Verde

O representante especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Energia Sustentável para Todos, Kandeh Yumkella e o representante especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para Africa Ocidental, Mohamed Chambas visitam Cabo Verde até este sábado.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150626-energias-renovaveis-no-centro-de-visitas-cabo-verde

África do Sul

África do Sul: Comissão de inquérito responsabiliza polícia pelo massacre de Marikana.

A comissão encarregada do inquérito ao massacre da mina de Marikana acusou formalmente a polícia sul-africana e recomenda um inquérito exaustivo para apurar a responsabilidade criminal dos agentes envolvidos no massacre.

Em agosto de 2012, durante uma manifestação de mineiros, a polícia matou pelo menos 34, feriu mais de 70 e deteve cerca de 250.

http://pt.euronews.com/2015/06/25/africa-do-sul-comissao-de-inquerito-responsabiliza-policia-pelo-massacre-de/

Moçambicanos na África do Sul celebram independência

Membros da comunidade moçambicana na África do Sul comemoram os 40 anos da independência com olhos postos em casa, depois de duas ondas de violência contra imigrantes africanos no país.

Os emigrantes dizem que a África do Sul deixou de ser acolhedora e que com a paz prevalecente em casa já podem regressar para ajudarem no desenvolvimento do país

http://www.voaportugues.com/content/mocambicanos-na-africa-do-sul-celebram-independencia/2837111.html

África do Sul diz que vai reexaminar adesão ao Tribunal Penal Internacional

Corte ordenou que país prendesse presidente do Sudão, Omar al-Bashir.

Governo se recusou a prendê-lo; ele é procurado por genocídio.

O governo da África do Sul vai reavaliar sua adesão ao Tribunal Penal Internacional (TPI), depois de uma divergência com a corte pelo fato de não ter prendido o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, disse um ministro sul-africano nesta quinta-feira (25).

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/africa-do-sul-diz-que-vai-reexaminar-adesao-ao-tribunal-penal-internacional.html

Gás natural poderá abastecer o Japão

Estão, neste momento, a decorrer conversações entre o grupo norte-americano Anadarko Petroleum e o recém-formado consórcio japonês Jera, com o intuito de se assinar um contrato de fornecimento a longo prazo de gás natural extraído em Moçambique, noticiou a `Reuters´.

http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=556895

Burundi

Embaixada dos Estados Unidos expulsa estudantes em Bujumbura

Cerca de 300 alunos da Universidade de Bujumbura que tinham forçado a entrada na embaixada dos Estados Unidos na capital do Burundi foram expulsos das instalações. Norte-americanos alegam não ter capacidade para alojar tanta gente

http://expresso.sapo.pt/internacional/2015-06-25-Embaixada-dos-Estados-Unidos-expulsa-estudantes-em-Bujumbura

Mediadores internacionais no Burundi propõe adiar eleições para 31 de julho

Os Mediadores internacionais que pretendem fazer o Burundi sair da crise política em que se encontra desde o fim de abril propuseram atrasar a celebração das eleições pendentes – legislativas, locais e presidenciais – para 31 de julho, segundo fontes coincidentes. http://noticias.terra.com.br/mundo/africa/mediadores-internacionais-no-burundi-propoe-adiar-eleicoes-para-31-de-julho,83f0085ce5966426c2c127ad17777f5dbz79RCRD.html

Segundo vice-presidente do Burundi foge do país em meio a tensões políticas

Bujumbura, Burundi – O segundo vice-presidente do Burundi, Gervais Rufyikiri, disse nesta quinta-feira que fugiu do país na semana passada por temer pela sua vida, depois de ter se oposto ao lance polêmico sobre o terceiro mandato do atual presidente, que desencadeou protestos violentos na capital, Bujumbura, nos últimos meses.

http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2015/06/segundo-vice-presidente-do-burundi-foge-do-pais-em-meio-a-tensoes-politicas.html

Ruanda

Kagame condena arrogância do Ocidente

O Presidente ruandês, Paul Kagame, condenou, quinta-feira, em Kigali, a arrogância dos países ocidentais depois da prisão, em Londres, do seu chefe dos serviços de inteligência, Karenzi Karake, procurado pela Justiça da Espanha pela morte de vários espanhóis no país africano

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/kagame_condena_arrogancia_do_ocidente

Zimbabwe

Mugabe recorda plataforma para independência da África Austral

O Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, afirmou hoje que a independência de Moçambique, em 25 de junho de 1975, criou uma plataforma para a libertação de outros países da África Austral, deixando um “legado revolucionário” para a região.

http://www.sapo.pt/noticias/mugabe-recorda-plataforma-para-independencia-_558beedf402e62cf5cc82c1b

Nigéria

Duas pessoas condenadas à morte por blasfémia no norte da Nigéria

Duas pessoas, acusadas de blasfémia contra profeta Maomé, foram condenadas à morte quinta-feira última por um tribunal islâmico no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, soube-se de fonte fidedigna no local.

http://www.verdade.co.mz/africa/53754-duas-pessoas-condenadas-a-morte-por-blasfemia-no-norte-da-nigeria

Costa do Marfim

Chuva de 517,1 mm em 24 horas provoca destruição em Abidjã, Lagunes, Costa do Marfim

Nuvens carregadas favorecidas pela forte atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) provocaram grandes volumes de chuva nas últimas 24 horas no oeste da África. Vários países, que já vinham acumulando prejuízos com as chuvas dos últimos dias, tiveram entre quarta (24) e w esta quinta-feira (25), danos ainda maiores.

http://deolhonotempo.com.br/index.php/internacional/1541-chuva-de-517-1-mm-em-24-horas-provoca-destruicao-em-abidja-lagunes-costa-do-marfim

Alternativa tem sido a importação de castanha de caju da África

Fruto nativo do Nordeste brasileiro, o caju é produzido também em regiões tropicais da África e do sudeste asiático, em países como Vietnã e Costa do Marfim, por exemplo, cuja produção supera a brasileira. Para manter a produção de suas fábricas de beneficiamento de castanha de caju, Francisco Assis Neto diz que passou a importar 50% do fruto da África para, após beneficiar, exportar 60% ara o mercado externo.

“Nós estamos trazendo três navios da Costa do Marfim e há outra empresa que está trazendo dois navios com castanha. A safra 2014-2015 foi muito pequena e tivemos que importar para não parar a fabrica”, ele diz.

http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2015/06/26/noticiasjornaleconomia,3460272/alternativa-tem-sido-a-importacaoda-africa.shtml

Africa

 

 

Incubadoras feitas a partir de aquários salvam vidas de prematuros na África

Aparelho foi desenvolvido por um grupo de estudantes da Rice University, em Houston, nos Estados Unidos

Todo ano, milhares de bebês ao redor do mundo morrem por conta de complicações da prematuridade, especialmente nos países mais pobres, onde os custos e problemas de infraestrutura são obstáculos para a aquisição de tecnologia de ponta.

No entanto, alguns dos bebês do Malauí, na África, estão conseguindo melhores chances, graças a uma incubadora feita a partir de peças de bomba de aquário. O equipamento ajuda os prematuros a respirarem melhor e, consequentemente, a sobreviver.

http://revistacrescer.globo.com/Voce-precisa-saber/noticia/2015/06/incubadoras-feitas-partir-de-aquarios-salvam-vidas-de-prematuros-na-africa.html

Clipping Afronews 26 de junho de 2015

40independencia-26-6-2015

Moçambique

40 ANOS DA INDEPENDÊNCIA: HERÓIS VIVOS FALAM DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL – Quem quer contrariar pensamento de Mondlane?

Recentemente, a nossa Reportagem procurou falar com gente que, tendo estado na frente da batalha pela libertação do país, nunca tinha partilhado nada, publicamente, sobre a sua participação na epopeia que trouxe uma das maiores conquistas há 40 anos: a independência nacional.

O planalto dos makondes, de que fazem parte os distritos de Muidumbe, Mueda e Nangade, é onde, com o tempo, qualquer interessado pode “beber” as diferentes estórias da nossa História, a custo zero, e a predisposição dos principais actores é tal que até se ofereceram para hospedar o repórter para contar as entranhas da luta que trouxe a independência.

Os episódios da nossa história foram recolhidos nas antigas zonas libertadas, onde o Exército colonial não ousava chegar, desde meados de 1965, quando a guerra popular já era uma realidade, criando assim regiões inexpugnáveis à tropa portuguesa.

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/primeiro-plano/38685-40-anos-da-independencia-herois-vivos-falam-da-independencia-nacional-quem-quer-contrariar-pensamento-de-mondlane

40 anos da independência nacional: O balanço é positivo

“Na educação eliminámos o modelo discriminatório e opressor de ensino, que dividia o ensino em oficial e rudimentar. A massificação permitiu estender a rede escolar em todos os subsistemas de ensino e estas medidas traduziram-se em mais crianças que passaram a ter acesso à educação. A taxa de analfabetismo passou de 93 por cento em 1975 para cerca de 48 por cento em 2015”, exemplificou.

Mostrou ainda que em 1975 havia 5260 escolas primárias, havendo agora 17.150; 12 escolas secundárias contra as actuais 920; 26 escolas técnicas e profissionais, contra as actuais 111, e apenas uma universidade, contra 48 instituições actualmente.

http://www.guiademidia.com.br/acessar-o-jornal-internacional.htm?http://www.jornalnoticias.co.mz

Nyusi aponta pobreza como único inimigo actual

O Presidente da República, Filipe Nyusi, definiu a pobreza como o principal inimigo do povo moçambicano e manifestou o compromisso do seu governo no seu combate sem tréguas.

Filipe Nyusi, que falava durante o banquete de Estado oferecido a alguns convidados nacionais e estrangeiros, que fechou a parte oficial das celebrações do dia da independência, convidou toda a sociedade a juntar-se ao governo nesta nova guerra.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36661-nyusi-aponta-pobreza-como-unico-inimigo-actual.html

Marcelino dos Santos e Feliciano Gundana entram na galeria de heróis moçambicanos

Na primeira cerimônia de condecoração de personalidades e instituições que dirigiu, Filipe Nyusi não perdeu a oportunidade de acrescentar mais dois heróis à galeria nacional. Trata-se de Marcelino dos Santos e Feliciano Gundana, dois veteranos da luta de libertação nacional que ganharam o título de Heróis da República de Moçambique ainda em vida.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36653-marcelino-dos-santos-e-feliciano-gundana-entram-na-galeria-de-herois-mocambicanos.html

Moçambique revive independência nacional 40 anos depois da conquista

Moçambique parou, literalmente, esta quinta-feira, para assinalar a passagem da quarta década após a conquista da independência nacional.

Um dos momentos que marcaram as celebrações a efeméride foi a entrada da tocha transportando a chama da unidade nacional no Estádio da Machava, marcando o fim de um périplo pelo país que durou pouco mais de dois meses.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36641-mocambique-revive-independencia-nacional-40-anos-depois-da-conquista.html

“Não existe futuro numa nação sobre a qual pesam ameaças de guerra”

Perante a moldura humana que encheu e coloriu o Estádio da Machava hoje, quinta-feira, para assistir às comemorações dos 40 anos da Independência Nacional, o Presidente da República, Filipe Nyusi, referiu que não existe futuro numa nação sobre a qual pesa a ameaça de guerra, frisando, por isso, a necessidade da manutenção da paz.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36640-nao-existe-futuro-numa-nacao-sobre-a-qual-pesam-ameacas-de-guerra.html

Diplomatas dizem que Moçambique ainda tem muitos desafios

Diplomatas acreditados em Moçambique destacaram hoje, quinta-feira, a unidade nacional, econômica, política e social como os grandes desafios que o país tem, após a consolidação dos 40 anos de Independência Nacional. Para os diplomatas, todos os moçambicanos devem beneficiar dos frutos da Independência Nacional e aproveitar o desenvolvimento do país.

http://opais.sapo.mz/index.php/politica/63-politica/36639-diplomatas-dizem-que-mocambique-ainda-tem-muitos-desafios.html

40 ANOS DE INDEPENDÊNCIA: SEGUNDO A FRELIMO – Movimento da chama expressou vontade de combate à pobreza

A Comissão Política do Partido Frelimo congratula-se e considera que o sentimento patriótico e o movimento festivo que caracterizaram o percurso da chama da unidade em todas as províncias expressa a vontade e a firmeza inequívocas do povo moçambicano de continuar a consolidar e a preservar a unidade nacional e a paz, factores fundamentais para o combate à pobreza rumo ao progresso e bem-estar dos moçambicanos.

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/politica/38720-40-anos-de-independencia-segundo-a-frelimo-movimento-da-chama-expressou-vontade-de-combate-a-pobreza

 

Este não é (ainda) o país prometido há 40 anos

Opinião – Editorial

Está-se na ressaca da celebração do 40º aniversário da independência nacional. A festa foi boa para alguns e má para os outros, por várias razões, pessoais ou imputadas a todo um sistema de governação que ainda está longe de nos prover o bem-estar prometido há 40 anos.

http://www.verdade.co.mz/

“Não foi só o homem que libertou Moçambique”, diz Geraldina Mwitu

Geraldina Mwitu combateu ao lado de homens durante a luta armada no seu país. Recebeu, tal como eles, treino político e militar e viveu nas bases da FRELIMO, a Frente de Libertação de Moçambique.

http://www.dw.com/pt/n%C3%A3o-foi-s%C3%B3-o-homem-que-libertou-mo%C3%A7ambique-diz-geraldina-mwitu/a-17549887

Ratazanas gigantes farejadoras de minas terrestres estão salvando vidas em países da África

Os ratos são normalmente classificados como pestes, mas também podem ser heróis – ao menos neste caso.

A APOPO, uma ONG belga, treina ratazanas gigantes, habilitando-as a farejar minas terrestres e infecções de tuberculose. Desde 2006, estes “ratos heróis” trabalham em campos minados de Moçambique, impedindo que mais de 13.000 minas soterradas explodissem, recuperando mais de 11 milhões de metros quadrados de terra. Eles também analisaram, com precisão de um quarto de milhão, amostras de sangue com infecções de tuberculose.

http://www.jornalciencia.com/meio-ambiente/animais/4959-ratazanas-gigantes-farejadoras-de-minas-terrestres-estao-salvando-vidas-em-paises-da-africa

Guiné Bissau

Produção industrial registra crescimento na Guiné-Bissau

A produção industrial da Guiné-Bissau registou um crescimento homólogo de 74 por cento no decurso do primeiro trimestre de 2015, tendo a actividade comercial obtido um aumento de 12,6 por cento, de acordo com dados oficiais divulgados quarta-feira em Bissau.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/producao_industrial_regista_crescimento_na_guine-bissau

 

Produção industrial da Guiné-Bissau cresce 74% no 1º trimestre

A produção industrial da Guiné-Bissau registou um crescimento homólogo de 74% no decurso do primeiro trimestre de 2015, tendo a atividade comercial registado um aumento de 12,6%, de acordo com dados oficiais divulgados quarta-feira em Bissau.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/25/producao-industrial-da-guine-bissau-cresce-74-no-1%C2%BA-trimestre/

Remodelação governamental à vista na Guiné-Bissau

Primeiro’ministro Domingos Simões Pereira desvaloriza qualquer divergência com o Presidente José Mário Vaz

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau admite a possibilidade para breve de uma remodelação governamental, depois da demissão do ministro da presidência do Conselho de Ministros e da acusação de venda ilegal de passaportes que pesa sobre o secretário de Estado das Comunidades.

http://www.voaportugues.com/content/pm-da-guine-bissau-prepara-remodelacao-governamental/2836788.html

Parlamento aprova moção de confiança do Governo guineense

A proposta de debate foi apresentada pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira.

O Parlamento da Guiné-Bissau aprovou nesta quinta-feira, 25, a moção de confiança apresentada pelo Governo de Domingos Simões Pereira. O pedido de urgência surgiu numa altura em as relações entre  Simões Pereira e o Presidente da República, José Mário Vaz, estão tensas devido a divergências não especificadas por nenhuma das partes, mas que duram há vários meses e que se refletem em declarações políticas divergentes.

http://www.voaportugues.com/content/parlamento-aprova-mocao-de-confianca-do-governo-guineense/2837927.html

CPLP

Secretário da CPLP citado em investigação brasileira sobre desvios na Petrobras

O secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Isaac Murargy, antigo embaixador de Moçambique no Brasil e outros países da América Latina, é citado numa investigação sobre desvios na Petrobras, segundo a revista Veja.

Chamadas telefónicas intercetadas pela Polícia Federal brasileira e atribuídas e executivos da construtora OAS trataram de alegados acordos para negócios em países latino-americanos e africanos.

http://observador.pt/2015/06/25/secretario-da-cplp-citado-em-investigacao-brasileira-sobre-desvios-na-petrobras/

Portugal quer reforço das relações económicas entre os países da CPLP

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, disse esta quarta-feira, em Lisboa, que Portugal defende um aprofundamento do sector económico nas relações dos países-membros da CPLP, mas sem esquecer a importância identitária da língua portuguesa.

http://www.publico.pt/economia/noticia/portugal-quer-reforco-das-relacoes-economicas-entre-os-paises-da-cplp-1700007

Líder do PS de Portugal defende livre circulação no espaço da CPLP

António Costa propõe um programa análogo ao “Erasmus” da União Europeia, para estudantes dos países da CPLP.

O secretário-geral do PS e candidato a primeiro-ministro de Portugal defendeu nesta quarta-feira, 24, a livre circulação no espaço lusófono, num discurso em que considerou a luta contra a ditadura no se país irmã da libertação e independência dos países africanos.

“A libertação dos povos africanos e o fim do colonialismo são irmãos da libertação do povo português no 25 de Abril de 1974. Isso marca uma fraternidade muito grande, porque a luta contra a ditadura foi desenvolvida em paralelo com a luta contra o colonialismo”, disse António Costa num almoço com embaixadores dos países de expressão portuguesa na sede nacional do PS, em Lisboa, para marcar os 40 anos do início do processo de independência das antigas colónias.

http://www.voaportugues.com/content/lider-do-ps-de-portugal-defende-livre-circulacao-no-espaco-cplp/2835628.html

Fórum de exportadores da CPLP quer criar novas oportunidades de negócio

O Primeiro Fórum União de Exportadores — CPLP (UE-CPLP) vai demonstrar ‘a força incontornável desta comunidade e os objetivos que pretende materializar, através da criação de novas oportunidades de negócio no espaço da CPLP’, disse à Lusa fonte da organização.

O evento, organizado em conjunto com a Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) e a WLPartners, decorre no Centro de Congressos de Lisboa nos próximos dias 26 e 27 e contará com a presença das principais entidades oficiais públicas e privadas que trabalham nos setores de exportação e internacionalização no espaço lusófono, acrescentou a fonte.

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=233210

Angola

EUA mostram cartão vermelho ao regime angolano

Washington – O Departamento de Estado americano divulgou nesta quinta-feira, 25, o Relatório sobre os Direitos Humanos no Mundo referente a 2014, que regista abusos cruéis, excessivos e degradantes, como tortura e espancamentos, em Angola

Assassinatos de opositores por parte da polícia e de outros agentes de segurança, restrições à liberdade da culto, de associação, de expressão e de imprensa e impunidade à corrupção pintam a situação dos direitos humanos em Angola.

Anda de acordo com o Departamento de Estado americano, em 2014, registaram-se vários outros atropelos aos direitos humanos, como a privação arbitrária ou ilegal da vida, más condições nas cadeias e potencialmente fatais, prisões e detenções arbitrárias, prisões preventivas prolongadas e impunidade dos violadores do direitos humanos

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21444:eua-mostram-cartao-vermelho-a-angola-em-materia-de-direitos-humanos&catid=23:politica&lang=pt&Itemid=1123

As nossas independências

Moçambique, país irmão, comemora hoje, 25 de Junho, 40 anos de independência. A independência de qualquer país é um acontecimento ímpar na história do seu povo. As independências conquistadas pelos povos angolano e moçambicano foram resultado de uma luta árdua, durante a qual os patriotas angolanos e moçambicanos tiveram de consentir enormes sacrifícios para conseguirem a libertação da opressão e exploração.

http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/editorial/as_nossas_independencias

O paradigma injusto do TPI

Belarmino Van-Dúnem |

A criação do Tribunal Penal Internacional (TPI) teve sempre grandes controvérsias tendo em conta a supranacionalidade que se pretendia, e que veio a acontecer. No fim o texto acabou por ter o mesmo conteúdo, tanto que os norte-americanos claudicaram e ficaram fora do Tratado de Roma.

Governo actualiza projecções

A Comissão Económica e a Comissão para a Economia Real do Conselho de Ministros realizaram ontem a sua sétima sessão ordinária conjunta, que teve como destaque a revisão da Programação Macroeconómica Executiva do ano de 2015.

http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/governo_actualiza_projeccoes_1

Angolanização com progresso

Os angolanos constituem 88 porcento dos trabalhadores da subsidiária  angolana da multinacional norte-americana Chevron e também ocupam metade dos cargos de direcção, anunciou terça-feira, em Cabinda, a directora de relações públicas e institucionais da companhia.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/angolanizacao_com_progresso

Colaboradores temem aconselhar JES

Lisboa – As razões segundo as quais alguns quadros da alta hierarquia do regime angolano tem se abstido de partilhar sugestões ou dar conselhos ao Presidente José Eduardo dos Santos a cerca de situações menos boas que ocorrem no país, são apresentadas como consequência de um generalizado sentimento que os mesmos colaboradores estariam receando uma possível exclusão.

Nos meios onde é propaga esta teoria, são apresentados exemplos como o da falecida Maria Mambo Café, e posteriormente o caso de Aguinaldo Jaime, que a mais de dois anos deixou de ser recebido no palácio presidencial. Na ultima vez que ambos estiveram juntos terão tido uma conversa de quase duas horas, na qual Aguinaldo Jaime teria feito reparos e dado conselhos ao Presidente. Desde então, este antigo governador do BNA, viu os seus posteriores pedidos de audiência presidencial a serem ignorados.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21445:assessores-temem-aconselhar-jes&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Diplomata angolano na ONU pede demissão

Lisboa – O ministro conselheiro da representação diplomática de Angola junto das Nações Unidas, em Nova Iorque, António Coelho Ramos da Cruz, apresentou há dois meses   demissão do cargo por alegadas razões de dignidade a sua honra.

O pedido de demissão do diplomata angolano é associado a uma sequência de episódios que resultaram na usurpação de competências e desconsiderações que se verificavam naquela missão diplomática.

De acordo com apurações, sempre que o embaixador angolano na ONU, Ismael Gaspar Martins  se ausentasse do posto de trabalho era a sua esposa, Luzia Jesus Gaspar Martins, que se assumia como chefe  interina  daquela  missão diplomática.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21345:diplomata-angolano-na-onu-pede-demissao&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Prostitutas brasileiras divulgam lista de clientes angolanos

A atitude das brasileiras foi em retaliação a uma exposição que um cidadão angolano fez contra elas pela mesma via. O referido cidadão telefonou a titulo de gozo para elas simulando ser um candidato aos serviços oferecido pelas profissionais solicitando toda informação possível com realce aos preços praticados.

De seguida, o cidadão anónimo espalhou, nas redes sócias o áudio do conteúdo da conversa com as profissionais do sexo, anexando imagens de presumíveis fotografias das mesmas retiradas no instagram.

“Querem brincar. bricamos todos”, escreveu, no instagram, a brasileira Maria Ribeiro que ajudou na propagação da lista telefonica, em causa.

http://club-k.net/index.php?option=com_content&view=article&id=21395:prostitutas-brasileiras-divulgam-lista-de-clientes-angolano&catid=8:bastidores&lang=pt&Itemid=1071

Mais de 80 municípios de Angola com energia eléctrica até 2017

O Programa Nacional de Electrificação Rural vai garantir até 2017 o acesso à energia eléctrica a 86 sedes municipais e 124 sedes comunais de Angola, anunciou quinta-feira em Lisboa o presidente do Instituto Regulador do Sector Eléctrico (IRSE).

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/26/mais-de-80-municipios-de-angola-com-energia-electrica-ate-2017/

Cabo Verde

Cabo Verde: Governo vai reabrir missão diplomática junto da CEDEAO

Praia – O Governo cabo-verdiano decidiu reabrir no limiar de 2016 a sua missão diplomática junto da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), anunciou o Ministro das Relações Exteriores, Jorge Tolentino.

http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=45856

Madagascar

Realçado o desenvolvimento de África

África foi elogiada em Antananarivo, capital do Madagáscar, pela administradora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), por registar “um impulso para a integração regional e sub-regional que se alastra para mercados internos e cria oportunidades de crescimento e emprego”.

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa/realcado_o_desenvolvimento_de_africa

 

Massacre Marikana na África do Sul: a comissão de inquérito cobra polícia

Uma investigação criminal será constituída para apurar a responsabilidade da polícia sul-Africano no massacre durante a greve dos mineiros de Marikana. Presidente Jacob Zuma apresentou na quinta-feira, os principais eixos do relatório de investigação.

Quase três anos depois do massacre em Marikana na África do Sul, a Comissão de Inquérito apoiar o Serviço de Polícia Sul-Africano, em um relatório. Além disso, o presidente Jacob Zuma apresentou na quinta-feira, o esboço do relatório de pesquisa encomendado na sequência do massacre. Até o momento, nenhum policial foi julgado ou punido.

http://www.afrik.com/tuerie-de-marikana-en-afrique-du-sud-la-commission-d-enquete-charge-la-police

Burundi

Burundi “não está preparado” para eleições democráticas

Em entrevista à DW África, o segundo vice-presidente do Burundi, em fuga, diz que não estão reunidas as condições para uma votação realmente democrática. A oposição anunciou que vai boicotar as eleições de segunda-feira.

http://www.dw.com/pt/burundi-n%C3%A3o-est%C3%A1-preparado-para-elei%C3%A7%C3%B5es-democr%C3%A1ticas/a-18542601?maca=bra-DW_para_A_Verdade-12133-html-cb

Ruanda

O desafio inglês ao Governo do Ruanda

Mais uma vez a União Europeia tanto porfiou que conseguiu desferir mais uma forte machadada no orgulho dos africanos ao conseguir deter no aeroporto de Londres o chefe dos serviços de segurança do Ruanda, general Karenzi Karake.

http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/mundo_africano/o_desafio_ingles_ao_governo_do_ruanda

Republica Centro Africana

Capacetes Azuis violam crianças em Bangui

A Missão da ONU na República Centro Africana (MINUSCA) foi informada de novas acusações de abusos sexuais cometidos pelos capacetes azuis “contra crianças de rua em Bangui”, anunciou ontem o porta-voz das Nações Unidas

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/africa/capacetes_azuis_violam_criancas_em_bangui

RCA já pode vender diamantes

A República Centro-Africana já pode voltar ao mercado de exportação de diamantes por cumprir os requisitos exigidos, revelou ontem, em Luanda, o secretário executivo da Associação dos Países Africanos Produtores de Diamantes (ADPA), Edgar Diogo de Carvalho.  desenvolvimento.

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/rca_ja_pode_vender_diamantes

Gabão

Gabão: Oposição relança polémica sobre filiação de Ali Bongo Ondimba

Libreville – A oposição gabonesa relançou a polémica sobre a afiliação do Presidente Ali Bongo Ondimba, acusado pelos seus detractores de ter mentido sobre as suas origens, que põem em dúvida sobre a validade de um documento de nascimento exarado em França, noticia nesta quinta-feira a AFP.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Gabao-Oposicao-relanca-polemica-sobre-filiacao-Ali-Bongo-Ondimba,eb2a98a2-196b-401c-b642-0bbd211ba18e.html

Clipping Afronews 25 de junho de 2015

40anos1

Moçambique

Moçambique celebra 40.º aniversário da independência na quinta-feira

Moçambique assinala, esta quinta-feira, o 40.º aniversário da sua independência, com uma grande cerimónia prevista para o Estádio da Machava, onde, a 25 de junho de 1975, o então Presidente Samora Machel proclamou o nascimento de um novo país.
Para o evento foram convidadas destacadas figuras internacionais, nomeadamente Chefes de Estado e de governo da África Austral e de países lusófonos. A cerimónia, com uma presença estimada de 40 mil pessoas, vai ser dirigida pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, na companhia dos seus antecessores Joaquim Chissano e Armando Guebuza.

http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=556576

Quatro décadas depois, moçambicanos celebram a independência

No Estádio da Machava, em Maputo, onde a 25 de junho de 1975, Samora Machel, proclamou a independência, teve lugar esta quinta-feira a cerimônia do 40.º aniversário do nascimento do Estado de Moçambique.

http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=556762

Moçambique e Angola exibem economia pujante 40 anos depois da independência

Ironias da história, vários portugueses buscam emprego hoje em dia em Moçambique e Angola, ex-colônias que têm altas taxas de crescimento graças a seus recursos naturais, 40 anos depois de sua independência de Portugal.

Na quinta-feira, Moçambique será o primeiro país a celebrar o aniversário de sua independência. No dia 11 de novembro será a vez de Angola.

https://br.noticias.yahoo.com/mo%C3%A7ambique-angola-exibem-economia-pujante-40-anos-independ%C3%AAncia-183928219–finance.html

40 anos de independência de Moçambique

Foi a 25 de junho de 1975 que Samora Machel proclamou Moçambique como estado soberano
Cantam. Dançam. Riem. Abraçam-se. Mas a festa pinta-se a preto e branco. Nem podia ser diferente. Na altura, a tecnologia da reportagem televisiva ainda não era technicolor.

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/pedro-bello-moraes/40-anos-de-independencia-de-mocambique

Moçambique celebra 40 anos de independência

Em Moçambique, o Estádio da Machava em Maputo vestiu-se de gala para acolher as celebrações do 40º aniversário da Independência de Moçambique. Na cerimónia, o Presidente Filipe Nyusi, destacou os avanços registrados no país em 40 anos.
“A taxa de analfabetismo passou de 93%, em 1975, para cerca de 48%, em 2015. O número de professores do ensino primário e secundário aumentou sete vezes. Esse número de professores aumentou cinco vezes no ensino técnico profissional. E os professores universitários passaram de 244 para 6.400. Em 1975 havia 5.260 escolas primárias. Agora há 17.150. Em 1975 havia 12 escolas secundárias. Agora há 920. Em 1975 havia 26 escolas técnicas e profissionais. Hoje temos 111. Em 1975, havia apenas uma universidade. Agora há 48 instituições de ensino superior”, destacou Filipe Nyusi.

http://www.voaportugues.com/content/mocambique-celebra-40-anos/2837073.html

Moçambique comemora 40 anos de independência

Moçambique assinala neste dia 25 de Junho, os 40 anos da independência nacional. Aliás, foi a 25 de Junho de 1975 que o primeiro Presidente da República de Moçambique, Samora Moisés Machel, proclamou solenemente, no recinto do Estádio da Machava, em Maputo, a independência total e completa de Moçambique, libertando-se assim o País, do jugo colonial português.

http://pt.radiovaticana.va/news/2015/06/25/mo%C3%A7ambique_comemora_40_anos_de_independ%C3%AAncia/1154087

40 Anos/Moçambique: «Passado não se repete» e relações bilaterais vivem «novos tempos» – Machete

O chefe da diplomacia portuguesa, Rui Machete, disse hoje em Maputo, à margem das celebrações dos 40 anos da independência de Moçambique, que “o passado não se repete” e as relações entre os dois países são “muito boas”.

Admitindo que possa haver “aqui ou além um resquício” de ressentimento entre Moçambique e Portugal, enquanto antiga potência colonial, o ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal considerou que “a esmagadora maioria vive novos tempos”.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=779282

40 anos/Moçambique: PR diz que balanço da independência é “francamente positivo”
Maputo, 25 jun (Lusa) – O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, fez hoje um “balanço francamente positivo” dos 40 anos da independência do país, assinalando que cresceu em várias frentes, principalmente na formação de quadros e no acesso aos serviços sociais básicos.

“Hoje, 40 anos após a proclamação da nossa independência nacional, estamos aqui como povo livre e soberano para dizer à África e ao mundo que o nosso balanço dos anos da nossa soberania é francamente positivo”, afirmou Nyusi, no seu discurso do 40.º aniversário da independência de Moçambique, assinalado hoje.

http://visao.sapo.pt/40-anosmocambique-pr-diz-que-balanco-da-independencia-e-francamente-positivo=f823761

Moçambique/40 anos: PR diz que guerra pela independência não foi contra o povo português
Maputo, 25 jun (Lusa) – O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, disse hoje em Maputo que a guerra pela independência do país não foi contra o povo nem a nação portuguesa, defendendo que a libertação de Moçambique ajudou a libertar Portugal.

“Durante toda a nossa luta nunca faltou clareza na definição do alvo a abater, o nosso combate não se fez contra um outro povo, nem contra uma outra nação, moçambicanos e portugueses lutaram juntos contra o mesmo regime agressor, ao libertar a nossa pátria, nós ajudamos a libertar o próprio colonizador”, afirmou Nyusi, no seu discurso sobre os 40 anos da independência de Moçambique, que se assinalam hoje.

http://visao.sapo.pt/mocambique40-anos-pr-diz-que-guerra-pela-independencia-nao-foi-contra-o-povo-portugues=f823745

No país dos “my love” ainda não se chegou à paz

Moçambique tem bons resultados macro-económicos. Mas em Maputo há transportes públicos que são uma carrinha de caixa aberta. O país tem sido considerado um modelo democrático. Mas os conflitos entre os dois partidos ameaçam a estabilidade. O que fez Moçambique nestes 40 anos de independência

À entrada da Faculdade de Letras da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, as luzes da rua começam a acender. Vêem-se dezenas de pessoas a chegar. Nos pisos térreos, há jovens em grupos olhando para os ecrãs dos seus computadores portáteis. As salas de aula enchem-se de estudantes do horário pós-laboral.

http://www.publico.pt/mundo/noticia/no-pais-dos-my-love-ainda-nao-se-chegou-totalmente-a-paz-1699968

Moçambicanos celebram hoje 40 anos de independência

Maputo (Dos enviados especiais) – A República de Moçambique celebra hoje (25 de Junho), os 40 anos desde a proclamação da sua independência nacional, cujo acto central terá lugar no estádio da Machava e contará com a presença de distintas figuras, entre as quais o Vice-presidente da República de Angola, Manuel Domingos Vicente, em representação do Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/politica/2015/5/26/Mocambicanos-celebram-hoje-anos-independencia,d9c9977a-0f8b-47ff-908c-886118a0ee73.html

Há 40 anos a independência

O povo moçambicano está hoje em festa. A 25 de Junho de 1975, no Estádio da Machava, em Maputo, o então presidente da Frelimo, Samora Machel, proclamava a República Popular de Moçambique. Nascia o primeiro Estado moçambicano da História, culminando uma longa resistência ao colonialismo português e uma década de luta armada de libertação nacional vitoriosa.

http://www.avante.pt/pt/2169/temas/136099/

A palavra paz correu de boca em boca no Estádio da Machava

Milhares estiveram ontem no estádio de Maputo, onde foi declarada a independência há 40 anos. Unidos por uma só ambição.

As bancadas do Estádio da Machava, nos arredores de Maputo, estiveram ontem quase repletas de pessoas nas celebrações dos40 anos da independência de Moçambique, em que a palavra paz andou na boca de todos.

“Agora, Moçambique tem como principal desafio a consolidação da unidade nacional. Infelizmente, ainda há algumas diferenças entre as pessoas, mas acredito que com mais anos as coisas vão melhorar”, disse Sidónio Simão, que, em 1975, com apenas 15 anos, esteve no mesmo local a assistir à proclamação de independência de Samora Machel.

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4645654

Moçambique comemora 40 anos de independência de Portugal

Cerca de 40 mil pessoas participaram de cerimônia.
Celebração teve desfile militar e apresentação aérea.
O Moçambique comemora nesta quarta-feira (25) seus 40 anos de independência de Portugal com uma cerimônia com direito a desfile militar, apresentação aérea e festividades populares.
“Foi neste estádio que ouvimos as palavras cheias de emoção proferidas por Samora Machel para proclamar a independência nacional”, declarou o presidente Filipe Nyusi, evocando a memória do primeiro presidente de Moçambique, querido por muitos de seus compatriotas

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/mocambique-comemora-40-anos-de-independencia-de-portugal.html

Brasil

Amazônia Azul leva Brasil à África

Feiras de armamentos, treinamento militar, aéreo e naval: na África, a influência do Brasil vai muito além dos seis países de língua portuguesa.

Depois de anos consolidando acordos de segurança na América Latina e no Caribe, o Brasil começa a olhar para mais longe, confirmando a sua influência do outro lado do Atlântico. Tudo começou silenciosamente, com o país proporcionando assistência técnica em ciência, tecnologia e desenvolvimento professional a diversos países do continente africano.

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/06/24/amazonia-azul-leva-brasil-a-africa/

Governo cria Plano de Exportações para abrir mercados para o Brasil

O Governo Federal lançou nesta quarta-feira (24), no Palácio do Planalto, em Brasília, o Plano Nacional de Exportações. O projeto é um conjunto de medidas que visam a estimular e desburocratizar as exportações do Brasil, além de melhorar as condições de acesso aos mercados externos.

http://br.sputniknews.com/brasil/20150624/1389092.html

África Central

 

 

Burundi

 

 

Duzentos estudantes se refugiam na embaixada americana no Burundi

Jovens invadiram o local para buscar refúgio após ultimato da polícia. Eles acampavam desde abril no local após serem desalojados de campus. A embaixada americana na capital do Burundi foi isolada nesta quinta-feira (25), com marines posicionados no teto, depois que 200 estudantes conseguiram entrar no local para pedir refúgio.

Os estudantes estavam acampados em frente à embaixada desde abril para pedir proteção depois de terem sido desalojados de seu campus no início das manifestações contra o presidente Pierre Nkurunziza.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/duzentos-estudantes-se-refugiam-na-embaixada-americana-no-burundi.html

ér

África Ocidental

Nigéria

Ataque do Boko Haram mata cerca de 40 pessoas na Nigéria

Cerca de 40 pessoas foram mortas por supostos militantes do Boko Haram que incendiaram casas e atiraram nas pessoas enquanto elas fugiam em dois vilarejos do Estado de Borno, no nordeste da Nigéria, relataram testemunhas à Reuters nesta quarta-feira.

http://noticias.terra.com.br/mundo/africa/ataque-do-boko-haram-mata-cerca-de-40-pessoas-na-nigeria,84fb5d35b3ad8af4985f06f44f5c60bbsyhqRCRD.html

Clipping Afronews 24 de junho de 2015

nilma-lino-gomes

Brasil e África

 

Nilma Lino Gomes celebra independência de Moçambique

Ministra da Igualdade Racial representa governo nas comemorações pelos 40 anos de independência do país africano no dia 25 de junho.A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, representará a presidenta Dilma Rousseff nas comemorações dos 40 anos da Independência de Moçambique, celebrada em 25 de junho. A festa oficial será realizada na capital, Maputo, na quarta (24) e quinta-feira (25), com a presença do presidente Filipe Nyusi e de vários Chefes de Estado.

http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2015/06/nilma-lino-gomes-celebra-independencia-de-mocambique

Lula: Levei os empresários aos quatro cantos do mundo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez hoje para o 247 uma defesa de sua atuação em favor da maior inserção das empresas brasileiras no exterior, destacando os ganhos obtidos com isso pelo país e lembrando que se tal atividade dos presidentes fosse criminalizada em outros países, Bill Clinton não teria se empenhado para que a americana Raytheon vendesse o SIVAM para o Brasil.

– Tenho orgulho de ter sido o presidente que mais trabalhou para abrir mercados para as empresas brasileiras no mundo. Quero ser lembrado como o presidente que mais levou comitivas de empresários, dos mais diversos setores, em suas viagens. Levei centenas de empresários comigo à China, à Índia, à África, aos quatro cantos do mundo.

África

A África está muito pior hoje do que em 2003”, diz ex-procurador do TPI

Luis Moreno Ocampo adverte para a piora na estabilidade política na África, mas vê como avanço o caso recente que envolveu Omar-al Bashir, presidente do Sudão

A visita de Bashir, condenado pelo tribunal, à África do Sul, signatário do TPI, indica um fracasso?

Pelo contrário. Já em 2008, pedimos a prisão do presidente Bashir por genocídio, crimes de guerra e de lesa humanidade. Inclusive, foi nessa época que Bush nos apoiou, e mesmo contrário ao TPI decidiu apoiar a prisão. Sob pressão, o país aceitou receber as forças de paz da ONU e permitiu a ajuda humanitária. Agora, Bashir quer demonstrar sua força. Mas um presidente que se ufana de estar livre não tem muito poder. Ele foi para a África do Sul mostrar sua força e teve que escapar de lá como um fugitivo.

Há proteção política?

Sim. Na África, sete ou oito líderes cometeram crimes para chegar ao poder, o que pressiona muito os demais. Não há um equilíbrio de forças, como na América do Sul, por exemplo, onde a Venezuela começa a causar um desequilíbrio. Por isso, a decisão dos juízes da África do Sul é um triunfo e indica que Bashir está protegido politicamente. E esses líderes estão dispostos a protegê-lo por razões distintas. O fato de o Tribunal continuar funcionando nos dá esperanças. Mas a África está muito pior hoje do que era em 2003, quando assumi o cargo no TPI. Nesta época ainda havia uma tentativa de estabilização dos conflitos. Agora, eles se proliferaram em países como Mali, Somália, Quênia, Zimbábue.

http://www.dm.com.br/mundo/2015/06/a-africa-esta-muito-pior-hoje-do-que-em-2003-diz-ex-procurador-do-tpi.html

CPLP            

 

CPLP avança na criação de uma Rede de Energia

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) decidiu avançar na criação de uma Rede de Energia. Esta foi uma das conclusões da 1.ª reunião de ministros da Energia da CPLP que decorreu esta terça-feira em Cascais. “Vivemos um contexto ímpar na política energética a nível mundial e a CPLP tem um potencial extraordinário no sector da energia”, afirmou, por várias vezes, o ministro Jorge Moreira da Silva, na conferência de imprensa que encerrou os trabalhos. O titular da pasta do Ambiente e Energia de Portugal ilustrou a importância da comunidade de países lusófonos: “Dentro de dez anos, os países da CPLP serão o quarto maior produtor de petróleo e gás”.

http://www.publico.pt/economia/noticia/cplp-avanca-na-criacao-de-uma-rede-da-energia-1699919

 

Desacordo sobre uma ata, ou melhor, uma acta, na CPLP

Foi difícil chegar a um acordo sobre o texto final da XIV Conferência dos Ministros da Justiça da CPLP. Angola e Moçambique apresentaram objeções e a Guiné-Bissau receava que a palavra “ata”, antiga “acta”, fosse confundida com o ato “de atar pessoas”. A solução encontrada é inédita.

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=4640377

África Austral

Angola

Activista Cabinda Marcos Mavungo Acusado de Rebelião

Francisco Luemba, advogado dos três arguidos detidos em Cabinda a 14 de Março, só ontem recebeu a notificação da acusação de rebelião contra o activista Marcos Mavungo, nesse mesmo dia em Luanda foram confiscados computadores na casa de “Carbono Casimiro”, com base num mandado de busca cujo objectivo era o de configurar o “crime de rebelião e atentado ao Presidente da República”.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150623-angola-direitos-humanos

Milhares de empresas portuguesas dependem de Angola para exportar

Mais de metade das 9440 empresas portuguesas que exportam para Angola têm neste país o seu único mercado externo, afirmou o jornal português Público citando dados estatísticos oficiais.

Os dados, solicitados pelo jornal ao Instituto Nacional de Estatística (INE), indicam que no ano passado 5256 empresas dependiam totalmente de Angola para efectuarem as suas vendas para mercados estrangeiros.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/24/milhares-de-empresas-portuguesas-dependem-de-angola-para-exportar/

Detenções em Luanda reflectem aumento da repressão, diz José Patrocínio

Existe um ” agravamento negativo muito forte” da situação dos direitos humanos

As prisões em Luanda de jovens activistas constituem um desenvolvimento “preocupante” que reflecte o agravamento da repressão no país este ano, disse o activista da associação de defesa dos direitos humanos Omunga, José Patrocínio.

http://www.voaportugues.com/content/jose-patrocinio-adverte-para-agravamento-da-repressao-em-angola/2835650.html

http://www.voaportugues.com/content/jose-patrocinio-adverte-para-agravamento-da-repressao-em-angola/2835650.html

Moçambique

Espanhóis investigam história do comércio suaíli no norte de Moçambique

Um grupo de pesquisadores da Universidade Complutense de Madrid vai realizar uma investigação sobre o comércio intercultural suaíli na ilha das Quirimbas, durante o primeiro milénio ao longo da costa da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique.

http://www.sapo.pt/noticias/espanhois-investigam-historia-do-comercio_55891ce928b351d05c2a904e

 

Apesar do acordo, a desconfiança permanece em Moçambique

Após vários meses de tentativas infrutíferas de consenso no quadro das suas rondas negociais, o governo e a Renamo, principal partido de oposição assinaram ontem um acordo para a despartidarização da função pública, um avanço que contudo não é suficiente para restabelecer a confiança no seio da classe política moçambicana.

http://www.brasil.rfi.fr/africa/20150624-apesar-do-acordo-desconfianca-permanece-em-mocambique

Cervejas de Moçambique na lista das 250 maiores empresas de África

A empresa Cervejas de Moçambique é a única do país e do conjunto de países africanos de língua oficial portuguesa a constar da lista das 250 maiores empresas de África em termos de capitalização bolsista da revista African Business.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/24/cervejas-de-mocambique-na-lista-das-250-maiores-empresas-de-africa/

Grupo empresarial de Moçambique vai cultivar feijão de soja

A Mozambique Agriculture Company, empresa do grupo João Ferreira dos Santos, solicitou ao governo de Moçambique a concessão de 2 mil hectares no distrito de Malema, em Nampula, para o cultivo de soja, informou o administrador-delegado da empresa.

Manuel Delgado disse que o pedido deriva do facto de o processo de fomento que estava a ser realizado num terreno com 280 hectares ter demonstrado que Malema possui condições agro-climáticas para a prática de uma agricultura empresarial de soja.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/24/grupo-empresarial-de-mocambique-vai-cultivar-feijao-de-soja/

Nova empresa Cimpor em Moçambique cria 500 empregos

A Cimpor prepara-se para reforçar a presença em Moçambique com a construção da quinta fábrica naquele país africano, desta feita na província de Nacala. O Diário Económico sabe que a nova unidade fabril vai criar cerca de 500 postos de trabalho a partir de 2018, ano em que estará em operação.

De acordo com o comunicado enviado ao mercado, o grupo liderado por Ricardo Lima revela que a participada Cimentos de Moçambique vai arrancar com a construção de um forno com capacidade de produção de 1,5 milhões de toneladas de cimento, num investimento de 250 milhões de dólares (cerca de 224 milhões de euros)

http://economico.sapo.pt/noticias/nova-fabrica-da-cimpor-em-mocambique-cria-500-empregos_221820.html

África renova luta pela protecção da fauna bravia

Moçambique tenciona cooperar com a China para evitar desmandos.

Representantes de governos e especialistas de fauna bravia reafirmaram esta semana em Yaounde, capital de Camarões, o compromisso de salvar os animais selvagens de África.

http://www.voaportugues.com/content/africa-renova-luta-pela-proteccao-da-fauna-bravia/2835679.html

Cabo Verde

Correios de Cabo Verde lançam selo comemorativo dos 40 anos da independência

Os Correios de Cabo Verde (CCV) lançaram um selo comemorativo do 40.º aniversário da independência cabo-verdiana com uma tiragem de 50.000 exemplares na taxa de 60 escudos (0,54 euros), segundo uma nota da instituição.
No comunicado, os CCV indicam que os dois selos – um médio e um grande – são da autoria dos artistas plásticos cabo-verdianos Leão Lopes, antigo ministro da Cultura, realizador de cinema e atual deputado, e Valdemar Lopes.

http://www.dnoticias.pt/actualidade/mundo/524248-correios-de-cabo-verde-lancam-selo-comemorativo-dos-40-anos-da-independenci

Guiné Bissau

Representante da ONU para o ébola alerta que Guiné-Bissau está na zona de risco

O representante especial da ONU para a Missão de Resposta de Emergência contra o ébola, Peter Graaff, está em Bissau para avaliar a situação no país. Ele avisa que o país está numa zona de risco.

http://www.voaportugues.com/content/representante-da-onu-para-o-ebola-visita-bissau/2835655.html

Ministro da Presidência da Guiné-Bissau demite-se

O  Ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares da Guiné-Bissau entregou esta terça-feira ao Primeiro-Ministro a sua carta de pedido de demissão do cargo.

A demissão de Baciro Djá surge 24 horas após a reunião do Comité Central do PAIGC ,partido à que pertence e no qual é 3º Vice-Presidente.

http://pt.radiovaticana.va/news/2015/06/23/ministro_da_presid%C3%AAncia_da_guin%C3%A9-bissau_demite-se/1153634

Cabo Verde: Secretário-geral do MPLA testemunha descerramento do busto de Agostinho Neto

Luanda – O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, participou segunda-feira na cerimónia de descerramento do Busto do Primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, na cidade de Ribeira Grande, em Santo Antão, República de Cabo Verde.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/politica/2015/5/26/Cabo-Verde-Secretario-geral-MPLA-testemunha-descerramento-busto-Agostinho-Neto,b68f14e4-6653-4ae9-b602-9c4759184b62.html

África Central

 

 

 

República Democrática do Congo

Salários de professores atrasados na República Democrática do Congo

Na República Democrática do Congo, muitos professores passam meses sem salários. Em áreas remotas, os salários são distribuídos pela Caritas, uma organização gerida pela Igreja Católica, que na opinião de alguns políticos e professores não faz bom serviço.

 

 

África Ocidental

 

Nigéria

Nigéria:Presidente nigeriano Buhari irá aos Camarões depois do ramadão

Abuja – O presidente nigeriano Muhammadu Buhari vai deslocar-se aos Camarões após o Ramadão para abordar a cooperação na luta contra a luta contra os islamistas do Boko Haram, anunciou nesta terça-feira o seu gabinete.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Nigeria-Presidente-nigeriano-Buhari-ira-aos-Camaroes-depois-ramadao,3cf25ff6-9b57-4c0a-bd99-f8285596e84c.html

Quatro bancos de Angola e de Moçambique na lista dos 100 maiores de África

Londres, Reino Unido, 20 Nov – Dois bancos de Angola e dois de Moçambique são as únicas instituições bancárias dos países africanos de língua portuguesa a fazerem parte da lista dos 100 Maiores em África, de acordo com a edição de Novembro da revista African Business.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2006/11/20/2069/

Moçambique vai ter duas novas fábricas de cimento

A Cimentos de Moçambique deu início ao processo de construção de uma nova fábrica integrada de produção de cimento em Nacala, um projecto orçado em cerca de 250 milhões de dólares, informou o grupo Cimpor em comunicado divulgado em Lisboa.

A empresa, que tem uma fábrica integrada de produção de cimento em Matola e opera 4 unidades de moagem, Dondo, Nacala, CINAC e Matola II, esta última inaugurada em 2013, tem uma capacidade de produção de cimento de 3,1 milhões de toneladas.

http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/06/24/mocambique-vai-ter-duas-novas-fabricas-de-cimento/

Mali

Mali pede ajuda à ONU para controlar norte do país e combater o tráfico de droga

Mali pediu na terça-feira às Nações Unidas para ajudar a restaurar a sua autoridade no norte do país, onde operam os grupos islâmicos, e a lutar contra o tráfico de droga.

O pedido foi feito três dias depois de ter assinado um acordo de paz com os rebeldes tuaregu

Clipping Afronews 23 de junho de 2015

praias

 

Africa

foto: Cabo Verde

Os próximos dez pontos fortes de África, segundo o Mail & Guardian Africa

A Stratfor publicou recentemente as suas sempre esperadas Previsões para a Década, onde destaca projetos políticos e económicos de todo o mundo a ter em conta nos próximos dez anos. Os analistas veem o mundo em 2025 como um lugar bem mais «fraturado», perigoso e caótico, com a Rússia a colapsar, o poder dos EUA em declínio e o progresso rápido da China estagnado. Mas, para África, nem uma previsão: as únicas referências ao continente são sobre a África do Norte, relativamente ao contexto do Médio Oriente, e a África Oriental, que poderá adotar parte das políticas de exportação chinesas, nomeadamente quanto a salários baixos e a uma força de trabalho extensa.

A tendências de África nos próximos dez anos irão definir o futuro do continente e a sua relação com o mundo

http://www.africa21online.com/artigo.php?a=14349&e=Economia

África/Reino Unido: Secretário da Defesa pede instalação de campos de migrantes no Magreb

Túnis, Tunísia – O Secretário Britânico da Defesa, Michael Fallon, apelou à Tunísia, à Argélia e ao Marrocos para estabelecerem campos nos seus solos para acolher temporariamente os imigrantes ilegais antes do seu repatriamento para os seus países de origem.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Africa-Reino-Unido-Secretario-Defesa-pede-instalacao-campos-migrantes-Magreb,334b30d6-7b58-447e-a7d2-8a232ff234ff.html

União Africana

África do Sul e outros países africanos avançam nas negociações da Zona de Livre Comércio Continental

Durante evento em Johanesburgo, representantes da União Africana lançaram o compromisso de viabilizar o bloco em 2017

O continente africano está cada vez mais próximo de tornar-se uma grande zona de livre comércio. Reunidos na última semana na cidade de Johanesburgo, África do Sul, durante a 25ª edição do Summit da União Africana, os representantes dos principais países africanos lançaram oficialmente as negociações para que isso aconteça. O objetivo é ter um acordo envolvendo todas as 54 nações africanas em 2017.

http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,764012,Africa_do_Sul_e_outros_paises_africanos_avancam_nas_negociacoes_da_Zona_de_Livre_Comercio_Continental,764012,8.htm

Angola

Ministério Público interroga jovens detidos no sábado em Luanda

Os jovens do Movimento Revolucionário participavam de um curso sobre 198 técnicas para retirar um ditador do poder de forma pacífica.

Os 13 jovens integrantes do chamado Movimento Revolucionário detidos no sábado, 20, em Luanda, começaram a ser ouvidos nesta segunda-feira pelo Ministério Público.

Acusados de estarem a preparar-se “para realizar actos tendentes a alterar a ordem e a segurança publica do país”, segundo nota do Serviço de Investigação Criminal (SIC), os jovens foram presos quando saíam do que consideram um curso de refrescamento baseado no livro “Ferramentas para destruir um ditador”, a ser lançado em breve por Domingos da Cruz.

Segundo soube a VOA, mais de duas dezenas de jovens vêm participando no que consideram uma formação sobre 198 técnicas para retirar um ditador do poder de forma pacífica.

https://www.facebook.com/pages/Agenda-Africana/152241788287314

Sonangol à beira da falência de acordo com imprensa portuguesa

O semanário português Expresso, cita na sua última edição um relatório interno da petrolífera angolana deixando antever o colapso iminente da Sonangol.

Segundo aquele jornal, Francisco de Lemos, presidente da Sonangol, assumiu há um mês, em reunião interna, que o modelo operacional que a petrolífera angolana segue “fracassou e está falido”.

http://www.voaportugues.com/content/soangol-a-beira-da-falencia/2831360.html

“Falta de técnicos qualificados afecta angolanização nos petróleos”

Pré-publicação de parte da entrevista a José Oliveira, investigador na área da economia de energia em Angola, no livro Energia na CPLP, uma Paisagem Entrevista por 52 Personalidades, a ser lançado esta quarta-feira no âmbito da primeira reunião dos ministros de Energia da CPLP.

José Oliveira, investigador na área da economia de energia, integrou o Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola, no qual coordenou o respectivo núcleo de energia e as edições anuais do Relatório Energia em Angola, diz que será “tarefa difícil”manter a capacidade técnica da Sonangol nos próximos anos.

http://www.publico.pt/economia/noticia/falta-de-tecnicos-qualificados-afecta-angolanizacao-nos-petroleos-1699670

Isabel dos Santos lança Forbes em português

A empresária Isabel dos Santos, filha do Presidente de Angola, vai lançar, até ao final deste ano, uma versão lusófona da revista de negócios norte-americana Forbes.

Segundo o jornal português Expresso, a revista será distribuída em Portugal e em países africanos de língua oficial portuguesa, em particular Angola e Moçambique.

http://www.voaportugues.com/content/isabel-dos-santos-lanca-forbes-em-portugues/2832272.html

São carrascos, carniceiros, com sede de matar”, Carbono Casimiro

O rapper e activista cívico, Carbono Casimiro, foi apanhado de surpresa nesta Segunda-feira, quando soube que agentes da polícia angolana estavam em sua casa a recolher todo o material informático que lhe pertencia.

http://www.voaportugues.com/content/carrascos-carniceiros-sede-matar-carbono-casimiro-luanda-angola/2832856.html

Chivukuvuku diz que Angola vive um colonialismo doméstico

Líder da Casa-CE promete criar política anti-corrupção em 2017

Em caso de vitória nas eleições de 2017, o presidente da Casa-CE vai construir uma cadeia exclusiva para gestores públicos do actual Governo, no quadro de um plano anticorrupção, anunciou o líder do terceiro maior partido angolano em Benguela, onde falou de pobreza e políticas públicas. Antes de avançar para a construção da cadeia, na província do Kwanza Sul, Abel Chivukuvuku espera ter melhorada a situação social do trabalhador angolano.

http://www.voaportugues.com/content/chivukuvuku-diz-que-angola-vive-um-colonialismo-domestico/2832645.html

São Tomé Príncipe

Novo responsável militar de São Tomé e Príncipe toma posse durante esta semana

São Tomé 20 jun (Lusa) -O novo chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) são-tomense, o coronel Horácio Sousa, toma posse durante esta semana, disse hoje à Lusa uma fonte responsável da Forças Armadas.

http://www.sapo.pt/noticias/novo-responsavel-militar-de-sao-tome-e_5587f78d28b351d05c290fc3

Moçambique

Moçambique deve equilibrar necessidades dos agentes económicos e da população

As autoridades moçambicanas devem aplicar medidas que equilibrem as necessidades dos agentes económicos no país e as necessidades sociais e direitos da população, defendeu hoje o Instituto Real de Relações Internacionais britânico, também conhecido por Chatham House.

http://www.dnoticias.pt/actualidade/mundo/523870-mocambique-deve-equilibrar-necessidades-dos-agentes-economicos-e-da-populac

Moçambique/40 anos: Ex-militares moçambicanos dizem-se vítimas de “ódio e vingança” por terem servido no exército português

Beira, Moçambique, 22 jun (Lusa) – Ex-militares moçambicanos que lutaram do lado de Portugal na guerra colonial consideram-se “desamparados” pelo tratamento indiferente a que estão sujeitos pelos dois governos e pedem o “fim do ódio e vingança”.

“Há um sentimento de ódio e vingança [em Moçambique] por termos servido o Governo português”, disse à Lusa João Chôa, primeiro cabo do exército ultramarino, a propósito dos 40 anos da independência de Moçambique, que se assinalam a 25 de junho.

http://visao.sapo.pt/mocambique40-anos-ex-militares-mocambicanos-dizem-se-vitimas-de-odio-e-vinganca-por-terem-servido-no-exercito-portugues=f823410

Governo e Renamo voltam a adiar a assinatura do acordo sobre despartidarização do Estado

O Governo e a Renamo voltaram a adiar nesta segunda-feira, 22, a assinatura do acordo sobre os princípios da despartidarização da Função Pública. Depois de adiada da passada sexta-feira para hoje, a assinatura foi marcada agora para amanhã.

http://www.voaportugues.com/content/governo-e-renamo-voltam-a-adiar-a-assinatura-do-acordo-sobre-a-despartidarizacao-do-estado/2832590.html

Cabo Verde

Novo hino de Cabo Verde foi homenagem à liberdade e democracia

Dezanove anos depois, o Parlamento aprovou o novo hino na sessão de Maio de 1996. Amílcar Spencer Lopes elogiou a qualidade da melodia criada pelo também deputado, músico e compositor Adalberto Higino Tavares da Silva e desmistificou o contexto político conturbado de então. A mudança do hino surgiu no quadro de um processo de mudanças políticas profundas e que se arrastou desde 1992, quando foram aprovadas as novas armas da República e a bandeira, após o fim do regime de partido único, que permitiu ao então novíssimo Movimento para a Democracia (MpD) subir ao poder (em 1991).

http://noticias.sapo.cv/especial/40_anos_da_independencia/1445290.html

Seminário sobre o recenseamento eleitoral de corre em Cabo Verde

Praia – Diplomatas e potenciais Presidentes das comissões de recenseamento eleitoral (CRE) no estrangeiro reúnem-se a partir desta segunda-feira, 22 de Junho, durante cinco dias, na Cidade da Praia, num seminário sobre o recenseamento eleitoral.

O evento enquadra-se no processo de preparação do recenseamento eleitoral no estrangeiro e conta com a participação de 18 diplomatas.

O seminário é promovido pela Direcção Geral de Apoio ao Processo Eleitoral (DGAPE)

http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=45820

Portugal e Cabo Verde reforçam cooperação técnico-militar com visita de Aguiar-Branco

Portugal e Cabo Verde assinam sexta-feira um protocolo de cooperação técnico-militar que vai reforçar o acordo já existente, prevendo-se novas ações de formação e apoio à estrutura superior das Forças Armadas cabo-verdianas.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=778758

Ex-presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde libertado após cumprir metade da pena

O antigo presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BCV), condenado na maior operação de apreensão de drogas no país, a operação “Lancha Voadora”, foi hoje libertado, noticia o jornal A Nação, que cita fonte familiar do detido.

http://www.sapo.pt/noticias/ex-presidente-da-bolsa-de-valores-de-cabo_55886ea3eb6bb5c15cf8d3ea

Guiné Bissau

Guiné-Bissau: Técnicos de saúde queixam-se da fraca colaboração dos cidadãos da Guiné-Conacri

Bissau – Os técnicos de saúde de Cuntabane, um posto da fronteira entre a Guiné-Bissau e a Guiné-Conacri, no sector de Quebo, região de Tombali, queixaram-se da fraca colaboração dos cidadãos no que respeita ao controlo e prevenção do ébola.

http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=45828

Mexidas no partido no poder na Guiné-Bissau

Terminou hoje a reunião do Comité Central do PAIGC, partido no poder na Guiné-Bissau. Reunidos durante 3 dias, os membros do órgão máximo desta formação adoptaram uma moção de louvor ao governo e saudaram o Presidente José Mário Vaz, apelando-o a construir “uma convivência sã e pacífica” com os outros pilares da soberania, numa altura em que se têm multiplicado os indícios de desentendimentos entre o governo, a presidência e a presidência do parlamento.

http://www.portugues.rfi.fr/africa/20150622-mexidas-no-partido-no-poder-na-guine-bissau

África do Sul

Parlamento da África do Sul vai debater a saída de Omar Al Bashir

Na África do Sul, a turbulência sobre a não detenção do Presidente do Sudão Omar al-Bashir continua e o país terá de lidar com as consequências disso por muito tempo.

Críticos, políticos e juristas questionam a liderança da África do Sul por não ter detido Bashir, na sequência da acusação de genocídio e mandatos de captura emitidos pelo Tribunal Penal Internacional.

Mas altos funcionários do Governo defendem-se dizendo que Bashir gozava de imunidade diplomática, quando participou, semana passada, em Joanesburgo, na cimeira da União Africana.

http://tudonumclick.com/noticias/mundo/32441/africa-parlamento-da-africa-do-sul-vai-debater-a-saida-de-omar-al-bashir

Primeiro prêmio Mandela é concedido a ex-presidente português e a oftalmologista Namíbia

O ex-presidente esquerdista de Portugal Jorge Sampaio e a médica oftalmologista da Namíbia Helena Ndume receberam nesta segunda-feira o primeiro Prêmio Nelson Mandela, concedido pela ONU por seus respectivos trabalhos em favor de uma humanidade melhor.

http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2015/06/22/interna_internacional,660783/primeiro-premio-mandela-e-concedido-a-ex-presidente-portugues-e-a-oftalmologista-namibia.shtml

África do Sul e outros países africanos avançam nas negociações da Zona de Livre Comércio Continental

Durante evento em Johanesburgo, representantes da União Africana lançaram o compromisso de viabilizar o bloco em 2017

O continente africano está cada vez mais próximo de tornar-se uma grande zona de livre comércio. Reunidos na última semana na cidade de Johanesburgo, África do Sul, durante a 25ª edição do Summit da União Africana, os representantes dos principais países africanos lançaram oficialmente as negociações para que isso aconteça. O objetivo é ter um acordo envolvendo todas as 54 nações africanas em 2017.

http://www.segs.com.br/demais/46674-africa-do-sul-e-outros-paises-africanos-avancam-nas-negociacoes-da-zona-de-livre-comercio-continental.html

Cinco de Cuba encerram viagem a África em Luanda

Os cinco ex-presos políticos cubanos, encarcerados durante décadas nos EUA, chegaram, este sábado, à África do Sul, onde serão recebidos pelo parlamento.

Os «Cinco», como são conhecidos a nível mundial, foram condenados por espionagem após terem exposto, junto das autoridades cubanas e dos EUA, um plano terrorista contra a ilha caribenha.

Depois da África do Sul, Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando González e René González têm previstas visitas oficiais na Namíbia e Angola.

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=556244

Burundi

Capital do Burundi abalada por tiroteio e explosões

Pelo menos onze policias ficaram feridos numa serie de ataques contra esquadras da policia na capital Bujumbura, durante a noite.

Através da capital foram ouvidos tiroteios e explosões  durante várias horas na capital a partir das nove horas da noite hora local.

http://www.voaportugues.com/content/capital-do-burundi-abalada-por-exploses-e-tiroteio/2830624.html

Ataques com granadas mata quatro pessoas no Burundi

BUJUMBURA – ataques com granadas na capital do Burundi Bujumbura e uma cidade do norte perto de aldeia natal do Presidente Pierre Nkurunziza matou quatro pessoas na noite de domingo, disse a polícia, como eleições parlamentares e uma abordagem voto presidencial.

http://www.reuters.com/article/2015/06/22/us-burundi-politics-idUSKBN0P20RW20150622

Gana

Gana produz cogumelos a partir de resíduos de mandioca

Uma empresa do ramo alimentar no Gana, na África Ocidental, transforma, aproximadamente, 400 toneladas de mandioca em subprodutos, por mês. Até ao momento, as cerca de 120 toneladas de resíduos produzidos não eram aproveitadas, mas agora a fábrica está a testar uma nova forma de criar valor, a partir destes desperdícios.

http://pt.euronews.com/2015/06/22/gana-produz-cogumelos-a-partir-de-residuos-de-mandioca/

Mali

Mali: Secretário-Geral da ONU saúda acordo de paz

Nova Iorque, Estados Unidos – O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, saudou a assinatura sábado em Bamako, a capital do Mali, do acordo para a paz e reconciliação neste país da África Ocidental pelos rebeldes tuaregues agrupados na Coordenação dos Movimentos de Azawad (CMA).

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Mali-Secretario-Geral-ONU-sauda-acordo-paz,c6d6e468-8173-4547-a020-2cd8a46110ae.html

Somália

Somália: Ataque das Forças somalis visto responsaveis Shebab de “nivel alto” no sul do país

Mogadiscio – Os Serviços de Inteligência somali atacaram Uma Reunião de “altos Responsáveis” Shebab nenhuma Sul do país e verificam se Alguns Desses fiscalização e demais dirigentes do grupo islamita teriam Sido Mortos Durante a incursão, Segundo o Governo da Somália, as cited Pela AFP.

http://www.portalangop.co.ao/angola/en_us/noticias/africa/2015/5/26/Somalia-Ataque-das-forcas-somalis-visa-responsaveis-shebab-alto-nivel-sul-pais,a32228b4-0c0a-405a-916e-84255bbafffe.html

Quênia :Governo autoriza retomada de transferência de dinheiro para a Somália

Nairobi – O governo queniano autorizou a retomada das operações da mais importante companhia das que transferem o dinheiro para a Somália, cuja actividade, como a de 12 outros operadores, tinha sido suspensa após o ataque da universidade de Garissa pelos islamitas somalis shebab, anunciou esta segunda-feira a companhia, citada pela AFP.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2015/5/26/Quenia-Governo-autoriza-retomada-transferencia-dinheiro-para-Somalia,a73e7fec-bb55-4266-98b2-335a3d963dae.html

Costa do Marfim

Quase 50 crianças vítimas do tráfico são resgatadas na Costa do Marfim

Quarenta e oito crianças do oeste africano, vítimas do tráfico humano nas plantações de cacau da Costa do Marfim, foram resgatadas em uma grande operação policial, informou nesta segunda-feira (22) a polícia.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/quase-50-criancas-vitimas-do-trafico-sao-resgatadas-na-costa-do-marfim.html

República Democrática do Congo

Repatriados pelo menos cinco mil imigrantes ilegais do Congo democrático

Luanda- O Serviço de Migração e Estrangeiros repatriou no fim-de- semana, na província da Lunda Norte, pelo menos cinco mil cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), por permanência ilegal no país, no âmbito da operação “Intermitente”.

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/politica/2015/5/26/Repatriados-pelo-menos-cinco-mil-imigrantes-ilegais-Congo-democratico,e6012774-0287-495f-bef5-cbaa65494573.html

O Observatório

Este observatório é uma iniciativa do Grupo de Estudos Africanos vinculado ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (GEA/IREL-UnB), que busca refletir sobre a vida política, social e econômica da África contemporânea, com destaque para sua inserção internacional. Preocupando-se com o continente marcado pela diversidade, o Grupo de Estudos Africanos, por meio do Observatório, propõe um olhar crítico e compreensivo sobre temas africanos, em suas mais diversas dimensões.